nsc
    nsc

    Economia

    Produção industrial de Santa Catarina cai 1,4%

    Compartilhe

    Estela
    Por Estela Benetti
    09/10/2019 - 03h30 - Atualizada em: 09/10/2019 - 14h08

    A indústria catarinense registrou em agosto queda de produção de 1,4% frente ao mês anterior com ajuste sazonal e de 3,1% na comparação com o mesmo período do ano passado. Mas na média do ano obteve crescimento de 3,2%, o terceiro melhor resultado do país. Nos últimos 12 meses, também cresceu 3,2%. Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal do IBGE.

    A média brasileira foi um pouco melhor do que SC em agosto, com alta de 0,8% frente a julho e queda de 2,3% em relação ao mesmo mês do ano passado, mas no ano a produção industrial do país teve retração de 1,7%. Entre os Estados, o Paraná lidera a alta do ano com 6,5%, seguido pelo Rio Grande do Sul, 4,9%.

    Em SC, em agosto frente ao mesmo mês de 2018, as maiores quedas foram em vestuário (-13,1%), borracha e plástico (-8,6%), têxtil (-8,1%), máquinas e equipamentos (-7%), metalurgia (-6,4%) e madeira (-6,1%). Apenas veículos (1,4%) e produtos alimentícios (1,6%) cresceram.

    Segundo o economista do Observatório da Indústria de SC (Fiesc), Henrique Reichert, o resultado negativo em agosto ocorreu por três razões: sazonalidade, baixo ritmo da economia brasileira e também exportações menores.

    - A indústria catarinense, tradicionalmente, tem uma queda no início do segundo semestre. Este ano, em quase todos os setores tem havido uma estabilidade, mas nos últimos meses têm ocorrido uma desaceleração – afirma Reichert.

    Ele observa que em julho e agosto há redução da produção de confecções e têxteis, segmentos que juntos respondem por quase 20% da produção industrial do Estado.

    Além disso, houve também redução na produção de tratores por questão sazonal. Pesa ainda o fato de a indústria de SC ter crescido num ritmo maior nos dois últimos anos. As exportações também caíram um pouco porque cresceram muito ano passado, principalmente carnes e soja.

    - No geral, considerando 12 meses, a indústria do Estado não está mal. Esperamos fechar 2019 com crescimento de produção próximo de 3%. A aprovação da reforma da Previdência pode ajudar nos últimos meses – estima o economista.

    Mais veículos

    Santa Catarina ganha mais uma concessionária Hyundai nesta quarta-feira. A nova unidade, em Rio do Sul, que abriu 20 novos postos de trabalho, é a quinta do Grupo Geração, da família Garcia, com a marca coreana. As outras estão em Lages, Florianópolis, Criciúma e Brusque. O empresário Luciano Garcia observa que o setor de veículos vive um bom momento, com expectativa de crescer 10% este ano. A principal aposta da marca no país é a nova geração do modelo HB20.

    Leia também: Conheça os carros mais vendidos em agosto no país

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas