Florianópolis

publicidade

Estela

Economia

Programa que acelera inovação em SC inclui mais 102 projetos

Compartilhe

Por Estela Benetti
08/02/2018 - 14h40 - Atualizada em: 08/02/2018 - 14h41

O mundo da tecnologia ficou surpreso com resultado de pesquisa feita em outubro do ano passado pela Associação Brasileira de Startups (ABStartups) que colocou Santa Catarina em primeiro lugar no país com cidades que têm o maior número de startups proporcionalmente ao total de habitantes. Boa parte desse resultado pode-se atribuir ao programa pioneiro Sinapse da Inovação, lançado em 2008, que fornece recursos não reembolsáveis para 100 projetos inovadores em cada edição. A lista das ideias vencedoras da sexta edição, que pôde ser ampliara para 102 porque teve um pouco mais de recursos, foi divulgada ontem pela Fundação de Amparo à Tecnologia e Inovação de SC (Fapesc), que realiza o programa em parceria com a Fundação Certi, contando com recursos estaduais e federais por meio de bolsas de pesquisa. Cada projeto receberá R$ 60 mil em dinheiro em 7 de março e mais R$ 40 mil por meio de bolsa do CNPq. 

Até agora, foram abertas 487 empresas inovadoras, das quais 113 na gestão do governador Luiz Henrique da Silveira e 374 nos dois mandatos do atual governador, Raimundo Colombo. Como cada empresa tem, em média, dois sócios e gera pelo menos dois empregos diretos, dá para concluir que são cerca de 2 mil empregos abertos e mantidos, observa o presidente da Fapesc, Sergio Gargioni. 

– A grande dificuldade é como selecionar 100 projetos. No início, os empreendedores apresentavam ideias. Hoje, quase todas têm protótipo, o que é mais fácil de fazer vingar a empresa. Mais de 90% dos empreendedores têm graduação ou pós-graduação, são pessoas que têm conhecimento técnico, qualidade e maturidade. Poderíamos aprovar 250 ideias. Infelizmente, não há recursos para isso – afirma Gargioni. 

Desta vez, houve recorde de inscrições para o Sinapse, um total de 1.791 de todo o Estado. Os cem selecionados são de 30 municípios, incluindo todas as principais regiões, o que fortalece a disseminação do ecossistema de inovação por todas as regiões de SC. São 30 futuras startups da Grande Florianópolis, 30 do Norte do Estado, 14 do Sul, 14 do Vale do Itajaí, 11 do Oeste e 11 da região Serrana.

O evento de apresentação dos projetos vencedores foi no gabinete do governador Raimundo Colombo, às 18h. Ele tem afirmado que o Sinapse é um dos programas que mais o entusiasmam pelo perfil inovador e gerador de empregos. 

Uma das prioridades do próximo governador de SC pode ser ampliar o número de contemplados do Sinapse para pelo menos 200 projetos. É investimento no futuro do Estado e as universidades catarinenses já incorporaram a importância de investir em projetos inovadores. Como os empreendedores precisam logo de um CNPJ para trabalhar, a Junta Comercial de SC (Jucesc) criará um selo para esses projetos do Sinapse terem logo o seu registro empresarial. 

Leia todas as publicações de Estela Benetti

Deixe seu comentário:

publicidade

Florianópolis
© 2018 NSC Comunicação
Florianópolis
© 2018 NSC Comunicação