nsc
    nsc

    Negociação

    Rede Schumann, de SC, compra a Multisom

    Compartilhe

    Estela
    Por Estela Benetti
    30/05/2019 - 00h50 - Atualizada em: 30/05/2019 - 06h48
    Ao centro, Francisco Novelletto e André Schumann (Marli Weber, Divulgação)
    Ao centro, Francisco Novelletto e André Schumann (Marli Weber, Divulgação)

    A rede de móveis eletros Schumann, de Chapecó, fechou na noite desta quarta-feira a compra da gaúcha Multisom, que atua com produtos de som e eletrônicos, tem 80 lojas no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, 800 empregados e faturou mais de R$ 400 milhões no ano passado. Com essa aquisição, a empresa fundada e presidida por André Schumann passa a ter o dobro do número de lojas - 160 unidades - e 1.800 trabalhadores diretos. O valor do negócio não foi revelado.

    Nos últimos anos, a Multisom, de Porto Alegre, fundada e presidida pelo catarinense Francisco Novelletto, natural de Pouso Redondo, estava enfrentando diversas dificuldades, entre as quais de manter lojas em shopping centers devido ao aluguel muito caro. Por isso reduziu o número de unidades, mas continuou com uma parte em shopping, inclusive nos principais de SC.

    - Entre as razões que motivaram a compra está, principalmente, o fato de a marca Multisom ser muito consolidada no Rio Grande do Sul e em boa parte de Santa Catarina e também pesou o fator geográfico, ou seja, as unidades da Multisom não se sobrepõem ao mercado da Schumann. São complementares – explicou André Schumann, fundador e presidente da rede.

    Segundo ele, existem muitas sinergias entre os dois negócios. A estimativa é de uma economia mensal de R$ 1,5 milhão. Será possível diluir custos de operação porque a empresa está dobrando de tamanho, melhorar a logística, a infraestrutura e a performance. Enquanto a rede de SC vai fortalecer a questão financeira, a gaúcha incluirá um novo segmento de produtos na empresa, o de instrumentos musicais.

    - A Multisom sempre foi uma grande referência em tecnologia, principalmente na venda de celulares. Por alguns anos ela bateu recordes de vendas no Sul em quantidades de celulares e em aparelhos de televisão – observa André Schumann.

    A união dos dois negócios fortalece a empresa, que conseguirá melhores condições de compra junto a fornecedores. Para o empresário, isso é de fundamental importância para um segmento que está cada vez com margens mais estreitas.

    Na foto, a partir da esquerda, Claudir Balbinot e Claudiomiro Chiela do setor administrativo da Schumann, Francisco Novelletto, André Schumann, o advogado Márcio Carpena e Leonardo Schumann, filho mais velho de André.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas