Industriais e lideranças do governo de Santa Catarina participaram 14ª edição da Expo Paraguay-Brasil, maior evento de negócios entre os dois países, realizado nesta quinta e sexta-feira, na cidade de Luque, ao lado da capital do país Assunção. Entre as lideranças catarinenses, participaram o secretário de Estado de Articulação Internacional, Juliano Froehner, o diretor da Secretaria da Indústria, Comércio e do Serviço (Sicos), César Augustus Winck e a presidente da Câmara de Comércio Exterior da Federação das Indústrias de SC (Fiesc), Maria Teresa Bustamante.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Além da visita à feira, eles tiveram reunião com o embaixador do Brasil no Paraguai, José Antônio Narcondes de Carvalho. Pela proximidade e interesses comuns, o Paraguai é um dos principais parceiros econômicos de Santa Catarina, também destino de filiais de diversas indústrias e empresas agrícolas do Estado.

A Fiesc e o governo catarinense participaram com estandes próprios para destacar o potencial econômico do Estado. Indústrias também investiram em estandes próprios.

– A internacionalização é uma diretriz da gestão do presidente da Fiesc, Mario Aguiar. Por isso a entidade está presente com uma comitiva de empresários. Sempre participamos da exposição, sendo que, neste ano, estamos com estande próprio e com várias indústrias catarinenses expondo na feira – destacou Bustamante.  

Continua depois da publicidade

Em seu estande, o governo mostrou atrativos da economia catarinense. No primeiro semestre deste ano, as exportações de SC ao Paraguai chegaram a US$ 164,7 milhões o total de visitantes paraguaios ao estado somou 4.323, sendo o terceiro maior grupo de turistas estrangeiros em SC.

– Na concepção do governador Jorginho Mello, o Paraguai é um parceiro próximo e estável com quem já temos relações econômicas, mas queremos ampliar, principalmente em relação ao poder de integração de cadeias de fornecimento. Ou seja, é um país com quem queremos aumentar nossa competitividade por meio da união de forças – explicou o secretário Froehner sobre a participação de SC.

Os catarinenses também estiveram reunidos com lideranças no Ministério da Indústria e Comércio do Paraguai. Conforme Bustamante, os empresários puderam conhecer melhor as regras da “Lei de Maquila”, regime diferenciado para quem produz no país. Ela destaca também que o Paraguai tem apresentado estabilidade econômica e segurança para quem produz por lá. Etnre os atrativos do mercado paraguaio está o menor custo de energia.

Publicidade

Além de muita informação relevante, o NSC Total e os outros veículos líderes de audiência da NSC são uma excelente ferramenta de comunicação para as marcas que querem crescer e conquistar mais clientes. Acompanhe as novidades e saiba como alavancar as suas vendas em Negócios SC

Continua depois da publicidade

Leia também:

Federações de SC alertam que decisão sobre marco temporal eleva insegurança jurídica

Fiesc sugere inclusão de obras ao programa estadual Estrada Boa

Projeto social do Padre Vilson chega ao cinema com o filme “Pão e Beleza”

Turismo de inverno avança em SC, mas necessita de mais atrativos e logística

Destaques do NSC Total