nsc
nsc

Biogás

SCGás firma parceria para pesquisar uso de biometano em SC

Compartilhe

Estela
Por Estela Benetti
16/10/2020 - 06h42 - Atualizada em: 16/10/2020 - 06h51
Unidade produtora de biogás no Paraná
Unidade produtora de biogás no Paraná (Foto: Divulgação)

A SCGás, distribuidora de gás natural de Santa Catarina, firmou um acordo de cooperação técnica com o Centro Internacional de Energias Renováveis-Biogás (CIBiogás) para pesquisar o uso do biometano, biocombustível gasoso obtido a partir de biogás. Esse insumo pode ser obtido com a transformação de resíduos de animais e vegetais e usado como combustível para o setor de transportes, injetado na rede de gás natural ou usado como gás industrial. Baseado no Parque Tecnológico Itaipu (PTI), em Foz do Iguaçu, no Paraná, o CIBiogás conta com diversas pesquisas nessa área visando a geração de energia limpa com preservação do meio ambiente.

Um dos projetos envolve a transformação de restos de alimentos em biometano para abastecer 40 veículos. Outro projeto de biogás resultou em usina que gera energia a partir de dejetos de suínos, modelo que protege a natureza e reduz a conta de luz de propriedades rurais em Entre Rios do Oeste, região de Foz do Iguaçu.

Pesquisa sobre baterias de sódio para mobilidade avança

O acordo com SC é para três anos de pesquisas. Projeções da CIBiogás são de que o potencial catarinense é de 800 milhões de Nm³ (Normal metro cúbico) de biogás por ano e desse total 69% viriam de dejetos de animais (suínos, aves e bovinos). Caso tudo isso fosse transformado em biometano, seria possível atender 60% da oferta de gás natural fornecido pela SCGás em 2019.

Estudo realizado pela UFSC em 2009 apurou que, além de dejetos de animais, o biogás pode vir de esgoto sanitário, resíduos sólidos urbanos e efluentes industriais. Com essas fontes, seria possível aproveitar 3 milhões de metros cúbicos de biometano por dia, mais de 50% do total de gás natural distribuído pela SCGás.

As pesquisas que serão feitas em Santa Catarina terão como foco identificar esse potencial de biometano e definir como utilizá-lo em municípios que têm essa oferta do insumo, observou o gerente de Tecnologia da SCGás, Antônio Machado Júnior. Uma nova norma nacional permite uso de biometano em redes de gás canalizado, o que é de interesse específico da distribuidora de gás natural.

O CIBiogás trabalha em projetos de pesquisas para gerar tecnologias com base nos recursos do país, especialmente do agronegócio. O diretor de Desenvolvimento Tecnológico da instituição, Felipe Marques, afirmou que, com esse acordo, o objetivo é colaborar com SC para que as fontes de biogás sejam melhor utilizadas.

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Mais colunistas

    Mais colunistas