nsc
    nsc

    Prejuízos

    Vendaval causa prejuízos a empresas de diversas regiões de SC

    Compartilhe

    Estela
    Por Estela Benetti
    30/06/2020 - 18h28 - Atualizada em: 01/07/2020 - 01h11
    Vento levou cobertura de área da Móveis Henn, de Mondaí, a maior empresa de móveis de SC Foto:Reprodução de rede social
    Vento levou cobertura de área da Móveis Henn, de Mondaí, a maior empresa de móveis de SC Foto:Reprodução de rede social

    Coberturas de indústrias, estabelecimentos comerciais e de serviços foram levadas pelo vendaval desta terça-feira em diversas regiões de Santa Catarina. Ainda não é possível estimar os prejuízos ao setor produtivo do Estado porque muitas regiões estão sem energia elétrica e sem internet. Entre as cidades mais atingidas no Oeste estão Chapecó, Mondaí e Caibi.

    Em Mondaí, os estragos causados na expedição da indústria Móveis Henn, a maior fabricante de móveis de Santa Catarina, foram grandes. Além de levar a cobertura da área, danificou diversos caminhões. A empresa emprega mil pessoas, atende o mercado nacional e exporta para todos os continentes. A segunda maior indústria de Mondaí também foi atingida. É a Oeste, que fabrica embalagens de polipropileno e emprega cerca de 400 pessoas. Boa parte da empresa foi destelhada.

    Como a cidade fica num vale, esta foi a primeira vez que um vendaval atingiu a área urbana. Segundo o jornalista Evandro Maraschin, da Rádio Porto Feliz, do município, o ciclone levou a antena da emissora, que ficou fora do ar. A faixa da cidade atingida pelo vento também teve dezenas de casas destelhadas.

    Na Serra catarinense, também ocorreram muitos estragos e quedas de árvores. Uma araucária gigante ao lado da Estação Experimental da Epagri em São Joaquim foi arrancada. A imagem foi feita pelo gerente regional da empresa, Cristiano João Arioli.

    foto
    Araucária na Epagri São Joaquim foi arrancada pelo vento
    (Foto: )

    Em Florianópolis, entre as empresas que tiveram estruturas destruídas está o restaurante Rosso, em Santo Antônio de Lisboa. O vento veio do mar e invadiu alguns ambientes.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas