nsc
nsc

Em estudo

Blumenau planeja liberar corredores de ônibus para carros usando sinaleiras

Compartilhe

Evandro
Por Evandro de Assis
26/10/2021 - 16h20
Placas avisam liberação do corredor da Martin Luther em horários determinados
Placas avisam liberação do corredor da Martin Luther em horários determinados (Foto: Patrick Rodrigues)

O uso compartilhado dos corredores de ônibus de Blumenau por carros, motocicletas e caminhões, interrompido no início de outubro, pode ser retomado em novo formato. A Secretaria de Planejamento Urbano pretende instalar sinaleiras para indicar quando as faixas exclusivas estarão liberadas para os demais veículos. A novidade foi anunciada pelo prefeito Mário Hildebrandt (Podemos) nesta terça-feira (26), durante apresentação sobre a Central de Controle Operacional (CCO) do trânsito. Ainda não há prazo de implantação.

Pelos estudos, ainda em fase inicial, os semáforos serão fixados na calçada à direita, com um braço de metal invadindo a rua — mais ou menos como os da faixa reversível da Rua General Osório, na Velha. Quando a cor vermelha estiver acionada, só os ônibus poderão transitar pelos corredores. No verde, os demais veículos poderão acessá-los. A inspiração veio de Nice, na França, cidade visitada por Hildebrandt em 2018.

De acordo com o secretário de Planejamento Urbano, Éder Boron, os estudos começarão pelas ruas Itajaí e São Paulo. O objetivo é aproveitar o espaço das faixas exclusivas nos momentos em que há menor circulação de ônibus ou quando algum incidente provocar congestionamentos fora do normal. O controle dos semáforos será feito de maneira remota pelos profissionais da Seterb que trabalham na CCO.

— O principal é que o compartilhamento não pode impactar o transporte público, em hipótese alguma pode haver atraso nas viagens — afirma o diretor da CCO, Cicero Andreazza.

Hoje, apenas o corredor de ônibus da Martin Luther é compartilhado, das 16h30min às 19h de segunda a sexta-feira. Placas na via informam a liberação aos demais motoristas. Segundo Andreazza, essa exceção só é possível porque a via tem poucos pontos de interrupção, reduzindo a chance de ônibus ficarem na fila atrás dos carros.

> Transporte coletivo de Blumenau bate recorde de passageiros durante a pandemia.

Além de horários específicos, Andreazza cita a possibilidade de sensores nos ônibus avisarem o sistema sobre a aproximação de um coletivo, acionando automaticamente o sinal vermelho para que os demais motoristas deixem a pista livre.

Enquanto nada disso acontece, não custa lembrar que transitar pelo corredor de ônibus de maneira irregular é infração gravíssima. A multa custa R$ 293,47 e o condutor perde sete pontos na carteira.

Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto no WhatsApp. Basta clicar aqui.

Leia também

Quem são os advogados de Blumenau na disputa pelo comando da OAB

Decoração do Natal de Blumenau é entregue a credores como pagamento de dívida

Evento com quatro pré-candidatos ao governo de SC põe Blumenau na rota da eleição

Blumenau propõe fim da gratuidade no transporte coletivo para nove categorias

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Mais colunistas

    Mais colunistas