nsc
    nsc

    Religião

    Diocese de Blumenau anuncia retorno das missas aos fins de semana

    Compartilhe

    Evandro
    Por Evandro de Assis
    16/06/2020 - 16h12
    Diocese de Blumenau/Divulgação
    Cristãos devem seguir uma série de recomendações para participar das cerimônias

    O bispo da Diocese de Blumenau, Dom Rafael Biernaski, anunciou nesta terça-feira (16) que as missas presenciais nas paróquias da região retornam a partir de 4 de julho. Inicialmente, as celebrações ocorrerão apenas aos sábados e domingos.

    As cerimônias da Igreja Católica estavam suspensas desde 18 de março. Mesmo após o governo do Estado liberar as atividades em templos religiosos, em 20 de abril, a diocese havia optado por não retomar as cerimônias com a presença de fiéis.

    "A pandemia ainda não passou. Contudo, neste momento, conforme as orientações dos órgãos civis competentes, é possível certo relaxamento nas restrições a atividades presenciais", diz a nota divulgada por Biernaski.

    Há orientações bastante específicas para os fiéis. Pessoas que pertencem a grupos de risco ou que apresentem sintomas de gripe não devem participar das missas nas paróquias, mas acompanhar pela internet. Quem for ao templo deve usar máscaras o tempo todo, exceto durante a comunhão. Na fila para comungar, os católicos devem ficar dois metros distantes uns dos outros.

    Haverá indicações de assentos para garantir distanciamento. Nas entradas e saídas, todos devem lavar as mãos e, quem quiser, poderá deixar ofertas ou pagar o dízimo.

    Novenas, reuniões, formações, catequeses, grupos de família, encontros de grupos, movimentos e pastorais continuam suspensos por tempo indeterminado.

    Três semanas

    Até aqui, as lideranças católicas vinham sendo cautelosas sobre a volta dos grupos de fiéis aos templos. As três próximas semanas servirão para que observem a evolução da doença, especialmente após o retorno do serviço de ônibus urbanos em Blumenau. 

    A nota do bispo avisa que, se houver determinação em contrário das autoridades, o plano será alterado.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas