O catarinense Nathan, atual jogador do Grêmio, teve o nome citado na operação Penalidade Máxima, que investiga um escândalo de manipulação no futebol brasileiro. De acordo com reportagem do jornal O Globo, o meia, que é de Blumenau, teria sido cooptado pela quadrilha quando atuava pelo Fluminense, em 2022, para forçar um cartão amarelo e beneficiar apostadores. Só que Nathan acabou preterido pelo técnico Fernando Diniz e não entrou em campo.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp

De acordo com a investigação, a Nathan teria sido prometido o repasse de R$ 70 mil caso fosse punido com um cartão na partida contra o Fortaleza, em 10 de setembro, no Maracanã. Só que ele ficou no banco de reservas. Prints de conversas via Whatsapp revelados pela reportagem mostram a revolta dos envolvidos: “Mano, o Diniz meteu o louco, mudou o time no vestiário e sacou o Nathan”. Os apostadores investigados tentaram ligar para o jogador, sem sucesso. Um deles escreveu que Nathan teria de “arcar” com o prejuízo gerado à quadrilha.

Partida entre Avaí e Santos é uma das suspeitas de manipulação, diz MP

Durante a partida, um dos integrantes do grupo de apostadores chegou a enviar uma foto de Nathan aquecendo para entrar no jogo. Porém, o Fluminense marcou um gol e o técnico acabou optando por outro atleta, Martinelli, e manteve o meia no banco. “Bem na hora Era o Nathan Me sai a p**** do gol”, reclamou um dos integrantes da quadrilha.

Continua depois da publicidade

A assessoria do jogador Nathan ainda não se manifestou sobre as citações ao nome dele nas conversas dos investigados.

Penalidade Máxima

As investigações da Operação Penalidade Máxima começaram em fevereiro deste ano após o Ministério Público de Goiás verificar suspeitas em jogos da Série B do ano passado. De acordo com o MP de Goiás, o grupo recrutava jogadores com ofertas que variavam de R$ 50 mil a R$ 100 mil para que cometessem lances específicos nos jogos, como um número determinado de faltas, cartão amarelo, um número determinado de escanteios ou até a derrota do próprio time.

Início em Blumenau

Nascido em Blumenau, Nathan começou a carreira no futsal, jogando pelas equipes da ADHering. Descoberto por um olheiro, foi contratado pelo Atlético-PR. Em 2015, foi vendido ao Chelsea, da Inglaterra, mas acabou emprestado a outros times europeus.

Em 2018, Nathan retornou ao futebol brasileiro, contratado pelo pelo Atlético-MG. No ano passado, foi emprestado ao Fluminense. Em abril deste ano, o jogador foi anunciado pelo Grêmio, onde tem contrato até 2025.

Continua depois da publicidade

Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto do Whatsapp

Leia também

Duplicação da BR-470 tem o orçamento dobrado em 2023

Blumenau oferece ao Estado solução para dois problemas; mas quer algo em troca

Destaques do NSC Total