nsc
nsc

Investigação

Ex-diretor do Samae de Blumenau investigado na operação Soldo Inflado é suspenso do Podemos

Compartilhe

Evandro
Por Evandro de Assis
11/12/2020 - 16h29 - Atualizada em: 11/12/2020 - 16h32
Policiais apreenderam R$ 202 mil em espécie na operação
Policiais apreenderam R$ 202 mil em espécie na operação (Foto: Divulgação)

A comissão provisória do Podemos em Blumenau decidiu suspender temporariamente das atividades partidárias o ex-diretor do Samae e candidato a vereador pela legenda Guto Reinert. Ele é investigado pelo Ministério Público e foi alvo da operação Soldo Inflado, desencadeada pela Polícia Civil na quinta-feira (10).

> Receba notícias de Blumenau direto no Whatsapp. Entre no grupo do Santa.

De acordo com comunicado do partido, Reinert está suspenso por 60 dias "ou até que sejam concluídas as apurações dos fatos que envolvem seu nome". A decisão não interfere no resultado das Eleições 2020, em que o ex-diretor recebeu 2.045 votos, suficientes para conquistar a segunda cadeira do Podemos na Câmara. Porém, ele teve a candidatura impugnada pela Justiça Eleitoral porque não deixou o cargo no Samae dentro do prazo legal. Ele ainda recorre ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O Ministério Público investiga desde o fim de maio o pagamento de horas extras e sobreaviso em demasia a funcionários do Samae. Quando o promotor Hélio Fiamoncini instaurou um inquérito civil, o nome de Guto Reinert já havia sido citado. À época, a direção do Samae defendeu os pagamentos. Eles seriam necessários porque os servidores estariam cumprindo um sistema de escala para evitar aglomerações e para "monitorar a situação" da falta de chuva registrada neste ano.

Nesta quinta, a administração municipal anunciou uma auditoria no Samae e a abertura de uma sindicância para averiguar os fatos. Na nota que divulgou sobre a operação, a Polícia Civil informou que investiga a hipótese de que "parte dos valores pagos a alguns funcionários eram dados a um ex-diretor para financiar ilegalmente a sua campanha eleitoral”. Na operação de busca e apreensão, foram encontrados R$ 202 mil em espécie.

A coluna não conseguiu contato com Guto Reinert.

Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto no WhatsApp. Basta clicar aqui.

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Mais colunistas

    Mais colunistas