Blumenau alugou um galpão para guardar o acervo de eventos turísticos, como a Páscoa e o Natal. O imóvel com 3,5 mil metros quadrados de área construída, localizado na Itoupava Central, custará R$ 52 mil por mês. O contrato é de 12 meses.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp

A Secretaria de Turismo e Lazer investiu em itens para o acervo de decoração no último ano. Primeiro, porque assumiu a organização do Natal, antes gerido pela Associação Blumenauense de Turismo, Eventos e Cultura (Ablutec), que tinha acervo próprio. Segundo, porque decidiu apostar na Páscoa como uma oportunidade de atrair visitantes.

Na edição de 2023, foram adquiridos novos materiais, incluindo o ovo gigante em metal produzido pelo artista plástico Guido Heuer. A escultura foi a atração surpresa da festa. Mas gerou polêmica devido ao custo de R$ 332 mil.

Até hoje, os materiais do acervo ficavam no Galegão e na Expofair — galpão na Rua João Pessoa adquirido pelo município. Mas as novas aquisições, que praticamente dobraram o volume de materiais, exigiram mais espaço, de acordo com a secretaria.

Continua depois da publicidade

De acordo com o Turismo, o imóvel foi escolhido, com dispensa de licitação, porque nas proximidades está depositado o arquivo morto do município. Desta maneira, o transporte dos itens seria facilitado.

Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto do Whatsapp

Leia também

Escândalo do lixo em SC envolve prefeitos de sete partidos e choca pela extensão

Oktoberfest Blumenau rebate rainha e princesa sobre cobranças na Justiça

Depois da rainha, princesa da Oktoberfest Blumenau 2022 também vai à Justiça

Destaques do NSC Total