nsc
nsc

Grupos de risco

Ministério da Saúde põe em dúvida prioridades da vacinação contra a Covid-19 em Blumenau

Compartilhe

Evandro
Por Evandro de Assis
09/02/2021 - 11h39
Blumenau abriu vacinação para todos os profissionais de saúde, incluindo os de Educação Física
Blumenau abriu vacinação para todos os profissionais de saúde, incluindo os de Educação Física (Foto: Patrick Rodrigues)

Um ofício do Ministério da Saúde enviado a secretários de saúde de estados e municípios na segunda-feira (8) põe em dúvida a ordem da vacinação contra a Covid-19 em Blumenau. O documento aborda a recente ampliação dos grupos imunizados, incluídos aí médicos veterinários, professores de Educação Física em academias, nutricionistas, entre outras atividades, e pede foco nos grupos vulneráveis ao coronavírus. O Ministério Público de Santa Catarina pediu informações à prefeitura de Blumenau sobre a formação dos grupos prioritários. O prazo de resposta é esta terça-feira (9).

> Receba notícias de Blumenau e região pelo Whatsapp. Entre no grupo do Santa.

Como a coluna informou na segunda-feira, a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) da Secretaria de Saúde de Santa Catarina avaliza o procedimento adotado por Blumenau, uma vez que já foram vacinados todos os grupos das primeiras fases, como idosos em asilos, profissionais de hospitais e trabalhadores em saúde com mais de 60 anos.

Conforme o novo ofício ministerial, “é necessário preservar a força de trabalho para manutenção dos serviços de saúde. E, em seguimento, vacinação das populações de maior vulnerabilidade e exposição aos impactos da pandemia e dos trabalhadores dos serviços essenciais”. A recomendação foi encaminhada ao Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), ao Conselho Nacional das Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) e aos Conselhos das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems).

O documento reforça que os municípios devem manter a sequência dos grupos prioritários definida no Plano Nacional de Operacionalização da Vacina contra a Covid-19. O plano considera que devem ser vacinados “todos aqueles que atuam em espaços e estabelecimentos de assistência e vigilância à saúde, sejam eles hospitais, clínicas, ambulatórios, laboratórios e outros locais”. Nas primeiras fases, somente 34% dos profissionais de saúde teriam de ser vacinados, e não todos.

A diferença de interpretação está exatamente na expressão “outros locais”. Para a Vigilância Epidemiológica de Blumenau, fazem parte desse grupo desde profissionais de Educação Física em academias de ginástica e escolas, médicos veterinários de clínicas particulares, até biólogos, nutricionistas e terapeutas que atuam em consultórios, entre outros de uma lista extensa. O documento do Ministério da Saúde sugere que devem ser vacinados os trabalhadores em saúde diretamente relacionados ao combate ao coronavírus. Em seguida, devem ter prioridade as populações mais vulneráveis, como idosos e portadores de comorbidades.

Entre terça e quarta-feira (10), Blumenau pretende vacinar mais 1,2 mil profissionais de saúde dos grupos ampliados. A Secretaria Municipal de Promoção da Saúde informou que ainda não recebeu o ofício do Ministério da Saúde, mas garantiu que segue a Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19, estabelecida pelo Ministério da Saúde (MS) e atende as deliberações da Comissão Intergestores Bipartite (CIB). Procurada nesta terça, a Dive ainda não se manifestou sobre a recomendação do ministério.

A falta de clareza das orientações do Ministério da Saúde levou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, a exigir do governo federal um detalhamento dos grupos prioritários. A liminar, que atendeu a um pedido do partido Rede Sustentabilidade, dá cinco dias para que as orientações sejam direcionadas a estados e municípios.

Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto no WhatsApp. Basta clicar aqui.

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Mais colunistas

    Mais colunistas