nsc
    nsc

    Monumento em homenagem a Lula, em Blumenau, mudará de endereço

    Compartilhe

    Evandro
    Por Evandro de Assis
    17/06/2020 - 09h46 - Atualizada em: 18/06/2020 - 06h17
    Obra dará lugar a pistas da nova ponte (Patrick Rodrigues)
    Obra dará lugar a pistas da nova ponte (Patrick Rodrigues)

    O monumento em homenagem ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, instalado no Centro Histórico de Blumenau, vai mudar de lugar. Mas o motivo não é político-partidário. A obra está fixada exatamente na cabeceira da nova ponte sobre o Ribeirão Garcia. Máquinas começaram a trabalhar por lá nesta semana.

    > Quer receber notícias de Blumenau e do Vale por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do Santa

    Marco da passagem de Lula pela cidade em outubro de 2003, um ano após ser eleito presidente, o monumento foi iniciativa do então prefeito Décio Lima (PT). Ele deveria ter sido inaugurado pelo próprio Lula, algo que nunca aconteceu. À época, o presidente discursou no desfile da Oktoberfest e depois seguiu direto para os pavilhões da festa.

    A peça, do artista plástico Guido Heuer, exibe uma bandeira nacional e uma placa com dizeres que estão ilegíveis desde 2016, quando foram depredados.

    Em 2017, a Câmara de Vereadores aprovou um requerimento para que a prefeitura retirasse a homenagem, em razão dos processos por corrupção contra o ex-presidente. Houve intenso debate, mas prevaleceu o argumento de que a história não deveria ser apagada.

    Segundo o secretário de Cultura Rodrigo Ramos, o monumento passará à reserva técnica do Museu de Arte de Blumenau. Será limpo e guardado até que se defina o novo endereço.

    Mudanças na paisagem

    Essa não será a única mudança na paisagem do Centro Histórico. A nova estrutura tornará mais difícil visualizar o bonito arco sob a vizinha Desembargador Pedro Silva (você já viu?), que deve passar por uma reforma no futuro. Algumas árvores terão de ser removidas, mas felizmente o flamboyant de grande porte, que na primavera colore a Beira-Rio, será preservado.

    Leia também: Ônibus lotado em Blumenau repercute na web; Seterb diz que não irá mudar a operação “por uma foto”

    A futura ponte seguirá um traçado diagonal desde o Biergarten até a curva da Beira-Rio. Terá corredor exclusivo de ônibus e pista para carros, além de quatro metros de passeio e ciclovia compartilhados à direita.

    Trânsito

    Para o gerente de Planejamento Viário da Secretaria de Planejamento Urbano, Paulo Sérgio da Costa Junior, a nova travessia diminuirá pontos de afunilamento do trânsito naquela região, melhorando o fluxo na rua Itajaí e na rua das Palmeiras. Na ponte antiga, as duas pistas para carros estarão à disposição de quem quer seguir pela XV de Novembro.

    Movimento de máquinas no local começou nesta semana
    Movimento de máquinas no local começou nesta semana
    (Foto: )

    Em frente ao Biergarten, vagas de estacionamento para ônibus de turismo do lado direito serão removidas. Por ali passará a faixa exclusiva de ônibus. Assim, naquele ponto haverá quatro pistas, três delas para carros. Outra vantagem, segundo Costa, é eliminar a sequência de curvas fechadas que os coletivos precisam fazer naquele trecho.

    Expectativa é que travessia melhore o fluxo do trânsito
    Expectativa é que travessia melhore o fluxo do trânsito
    (Foto: )

    A empresa responsável pela obra é a Pacopedra, de Gaspar, vencedora da licitação. Ela tem 10 meses para concluir o trabalho, que custará R$ 3,37 milhões, dinheiro do orçamento federal.

    Aliás

    Um novo homenageado ocupará o espaço vago: Ruy Eduardo Willecke. A ponte levará o nome do comerciante blumenauense.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas