nsc
nsc

Contas reprovadas

Avaí tem contas rejeitadas e Conselho cita "descontentamento" com a forma como o clube é gerido

Compartilhe

Faraco
Por Faraco
28/04/2021 - 10h03 - Atualizada em: 28/04/2021 - 10h22
Reunião do Conselho Deliberativo resultou em rejeição das contas do exercício 2020
Reunião do Conselho Deliberativo resultou em rejeição das contas do exercício 2020 (Foto: divulgação/ Avaí FC)

O Avaí teve as contas rejeitadas por ampla maioria em reunião do Conselho Deliberativo, realizada por videoconferência na noite desta terça-feira.

A votação teve 32 votos pela rejeição, cinco votos pela rejeição com ressalvas, e outros cinco votos contra o parecer de rejeição do Conselho Fiscal.

> Avaí rescinde contrato com Rildo, que deixa o clube após 16 meses e 21 jogos

Foram trazidos vários elementos, desde o orçamento extrapolado e até a questionamento dos atos de gestão, mesmo com o balanço apresentando superávit de R$ 1milhão 325 mil.

> Avaí e Próspera somam seis suspensos para jogo de volta após confusão em Criciúma

O presidente do Conselho Fiscal, Luciano Kowalski, que apresentou na reunião da noite de ontem o parecer inicial pela rejeição, explicou os motivos na entrevista abaixo:

O que determinou a indicação da rejeição das contas pelo Conselho Fiscal e consequente reprovação por ampla maioria na votação do Conselho deliberativo?

O fator determinante para que o Conselho Fiscal opinasse pela rejeição das contas foi o fato de que o superávit contábil apresentado não reflete em nenhum aspecto a situação financeira do clube, em que pese que todos os procedimentos contábeis tenham sido feitos na forma da LEI. Nos preocupou o fato do clube encerrar o exercício com uma monta considerável de obrigações não cumpridas, de ordem trabalhista, que inclui o não pagamento de salários (esses no montante próximo a R$ 6.000.000,00), FGTS e INSS.

Nossa análise se pautou também no fluxo financeiro do clube (RECEITAS X DESPESAS), no qual notamos um enorme descompasso.

> Clique aqui e receba as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

A gestão argumenta que teve superavit pelo quarto ano consecutivo. Isto não seria determinante para uma aprovação?

Em nosso entendimento esse não é um aspecto determinante para aprovação, inclusive em pareceres de anos anteriores já vínhamos alertando de algumas situações que incorriam em situação adversa (déficit).

Importante perguntar: existe algum indício de irregularidades?

Nada nesse sentido foi apurado em nossa diligências, inclusive o clube sempre se mostrou aberto, NUNCA tivemos nenhuma pergunta sem resposta.

Existe alguma preocupação que essa rejeição possa afetar questões importantes para o clube, como “ato trabalhista” ou profut. Isto pode ocorrer?

Legalmente essa reprovação não afeta as questões primárias do clube, tais como PROFUT, “ato trabalhista”, etc. Essa reprovação pode ser vista com mau humor pelo mercado num todo, mas ela é um indício que práticas de governança corporativa e empresarial devem ser adotadas urgentemente.

Quais são os próximos passos?

Foi criada uma comissão, com cinco integrantes do Conselho Deliberativo, que a partir de agora terão a responsabilidade de elaborar um cronograma de trabalho com vista a apurar e botar em prática algumas das recomendações do Conselho Fiscal. Em miúdos, irão ter uma interação mais próxima com a Diretoria Executiva acerca das contas apresentadas.

No seu entendimento, o que essa reprovação, com votação expressiva, representa para o clube atual e futuro?

A votação por si só já nos dá a resposta. A torcida está descontente com a forma que o clube está sendo gerido. É hora de se ter humildade, ser mais democrático nas ações, dividir responsabilidades.

Realmente não foi um dia feliz para nós, mas entendemos que esse parecer possa ser um marco na gestão do Avaí, na qual muito se falava em austeridade financeira e infelizmente não foi o que se apresentou até a 31/12/2020.

** A direção do Avaí foi procurada, mas neste momento preferiu não se manifestar.

Rodrigo Faraco

Colunista

Faraco

Jornalista e comentarista esportivo, sempre atento ao que acontece especialmente no futebol catarinense, faz análises e bastidores dos times do Estado.

siga Faraco

Rodrigo Faraco

Colunista

Faraco

Jornalista e comentarista esportivo, sempre atento ao que acontece especialmente no futebol catarinense, faz análises e bastidores dos times do Estado.

siga Faraco

Mais colunistas

    Mais colunistas