nsc
nsc

Fim da linha

Avaí teve posse de bola, mas foi frágil e sem agressividade na eliminação da Copa do Brasil

Compartilhe

Faraco
Por Faraco
09/06/2021 - 21h26
Avaí não conseguiu superar o Athletico-PR e está eliminado da Copa do Brasil
Avaí não conseguiu superar o Athletico-PR e está eliminado da Copa do Brasil (Foto: reprodução/ CAP)

Faltou agressividade e ambição para buscar a vaga na Copa do Brasil. O Avaí teve mais posse de bola e só. Foi extremamente frágil e burocrático. Até lento. A posse de bola gerou sete finalizações e somente duas defesas do goleiro Santos, do Athletico-PR.

As duas finalizações de perigo do Avaí foram uma cobrança de falta Lourenço, aos seis minutos de jogo, que o goleiro defendeu e ainda bateu na trave, e um chute de Jonathan aos 14 do segundo tempo, logo após entrar em campo.

Para o time paranaense o jogo ficou confortável. Fez o gol com 32 segundos de partida, numa desatenção total de marcação do Avaí, e depois foi administrando ações, fechando a área e a frente dela.

> Clique aqui e receba as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

Para um time que foi preservado em duas rodadas da Série B, faltou muita intensidade ao Avaí. A prioridade dada à Copa do Brasil não apareceu em campo.

> 20 anos do Tri: "Era um mundo mágico", lembra Guga sobre o auge em Roland Garros

Claudinei Oliveira também foi lento nas mexidas. Não há mais justificativa que possa ser aceita para que Getúlio seja o escolhido para o comando do ataque. Jonathan fez em 10 segundos em campo o que Getúlio não havia conseguido em 60 minutos: acertar o gol. Claudinei poderia antes ter arriscado mais em mexidas como João Lucas na esquerda, junto com Vinicius Leite e não no lugar dele.

Agora acabou a “loteria” das grandes premiações da Copa do Brasil. O Avaí tem que colocar todas as energias na Série B, sem preservar mais nada, pois já perdeu cinco pontos em seis nas primeiras rodadas. Agora tem 36 partidas pra buscar uma vaga na Série A – é essa cobrança que vai ter.

Rodrigo Faraco

Colunista

Faraco

Jornalista e comentarista esportivo, sempre atento ao que acontece especialmente no futebol catarinense, faz análises e bastidores dos times do Estado.

siga Faraco

Rodrigo Faraco

Colunista

Faraco

Jornalista e comentarista esportivo, sempre atento ao que acontece especialmente no futebol catarinense, faz análises e bastidores dos times do Estado.

siga Faraco

Mais colunistas

    Mais colunistas