nsc
    nsc

    Reta final

    Catarinense 2021: quem é quem no mata-mata

    Compartilhe

    Faraco
    Por Faraco
    24/04/2021 - 10h12 - Atualizada em: 24/04/2021 - 10h13
    Atacante Perotti, da Chapecoense, foi um dos destaques da 1ª fase do Catarinense
    Atacante Perotti, da Chapecoense, foi um dos destaques da 1ª fase do Catarinense (Foto: Márcio Cunha/ ACF)

    Com surpresas, confirmações e decepções, o Campeonato Catarinense 2021 chega a sua fase decisiva. Em seis rodadas vai ser conhecido o novo campeão, o campeão da temporada. A Chapecoense é a grande favorita, mas Brusque e Avaí são os desafiantes, são fortes e também podem levar. A partir de agora os jogos mudam. O espírito de competição se fortalece, exigindo mais dos atletas, da preparação das equipes, das comissões técnicas e dos árbitros também. 

    Aqui vai uma análise do que vi e como projeto os encontros de quartas de final:

    Chapecoense x Hercílio Luz

    Hercílio Luz quer surpreender e repetir a vitória do turno
    Hercílio Luz quer surpreender e repetir a vitória do turno
    (Foto: )

    É o confronto mais desequilibrado desta fase de quartas de final. A Chapecoense sobrou na competição, tem um perfil de jogo muito estabelecido e qualidade de jogadores. Entra com a obrigação de passar para às semifinais, mas nem isso deve pesar para o time do Oeste. O que pode complicar é a mudança de treinador. Mozart faz sua estreia no mata-mata. Qualquer decisão equivocada por não conhecer completamente o grupo de jogadores pode ter seu preço em campo.

    > O que contam sobre Mozart, novo técnico da Chapecoense

    O Hercílio Luz nem esperava chegar às quartas. Na última rodada, a preocupação era com a fuga do rebaixamento. O trunfo do Hercílio é ter sido a única equipe que derrotou a Chapecoense na primeira fase. Isso dá uma certa confiança. A chance do Leão do Sul é explorar os contra-ataques como fez na Arena Condá no primeiro turno. O Hercílio é a grande zebra nesta fase.

    Brusque x Joinville

    Joinville e Brusque ficaram num 0 x 0 no turno
    Joinville e Brusque ficaram num 0 x 0 no turno
    (Foto: )

    É um jogo de tradição e certa rivalidade. O Brusque entra como favorito. Um time muito bem estruturado, que vem com uma sequência longa de trabalho sob o comando de Jersinho Testoni e praticamente manteve a formação do vice-campeonato do ano passado. O Brusque tem movimentos muito coordenados em campo. É uma equipe que pode jogar com a posse de bola e ser muito traiçoeira quando atacada. Entra com ambições de título e pode chegar.

    > Quatro em Campo projeta o mata-mata do Catarinense com o técnico Jerson Testoni

    O Joinville vive uma fase complicada. Sem vencer no Estadual há seis jogos e com técnico interino após a demissão de Vinícius Eutrópio, o Jec é uma equipe difícil de entender o perfil. Do meio pra frente pode complicar o adversário. Edson Ratinho é o grande comandante dentro de campo. Por ele passam as principais jogadas. A defesa tem problemas e pode atrapalhar. Para chegar às semifinais, o histórico único octacampeão catarinense vai ter que se superar.

    > Joinville: a cultura do “fato novo” no futebol fez a queda de Vinícius Eutrópio

    Avaí x Próspera

    Edilson fez de pênalti para o Avaí no 1 x 1 em Criciúma
    Edilson fez de pênalti para o Avaí no 1 x 1 em Criciúma
    (Foto: )

    Esse é o segundo confronto que impõe uma obrigação ao favorito. O Avaí tem que passar de fase e não pode fugir desta responsabilidade. O time de Claudinei Oliveira chegou às quartas com números muito positivos na defesa. É a melhor do Campeonato com cinco gols sofridos. O ataque não correspondeu, com 10 gols – o pior dos oito classificados junto com o Joinville e o Próspera. Curiosamente, o time foi agressivo, ocupando o campo dos adversários em todas as partidas. Tudo passa pelos ajustes e as escolhas que Claudinei Oliveira vai fazer. Pode crescer ainda mais nesta reta final. É candidato ao título.

    > Avaí é intimado pela Justiça do Trabalho por 15% da venda de Gabriel

    O Próspera surpreendeu com uma classificação antecipada, superando o próprio rival local, o Criciúma. É uma equipe organizada em campo, sob a orientação de Paulo Baier. O treinador e o ótimo e experiente goleiro Roberto são os que comandam a equipe. Diante do Avaí, o Próspera vai precisar competir muito em campo para alcançar resultado. Foi o que fez no empate entre as equipes no turno.

    Juventus X Marcílio Dias

    Marcílio Dias e Juventus empataram em 1 x 1 na 9ª rodada
    Marcílio Dias e Juventus empataram em 1 x 1 na 9ª rodada
    (Foto: )

    É um confronto mais equilibrado. Juventus e Marcílio Dias gostam da bola e não abdicam do jogo. A equipe de Jaraguá do Sul carrega um leve favoritismo pela vantagem que tem de dois empates nas partidas. É uma equipe que tem seus destaques no ataque, com Fabinho e Eric Di Maria e Giovanni.

    > Criciúma rebaixado e Figueirense eliminado são os fatos da primeira fase do Estadual

    O Marcílio é uma equipe que tem problemas justamente no ataque. Mesmo agressivo, é pouco efetivo. Um time que joga o jogo, que não se fecha, tem um bom setor de meio de campo e uma defesa muito firme. Não será surpresa se o Marcílio passar às semifinais.

    Mais colunistas

      Mais colunistas