nsc
nsc

publicidade

Crise

Depoimento de um funcionário do Figueirense

Compartilhe

Faraco
Por Faraco
21/08/2019 - 22h55 - Atualizada em: 21/08/2019 - 22h58
Jogadores chegando no Scarpelli. Foto: Gabriel Lain/DC
Jogadores chegando no Scarpelli. Foto: Gabriel Lain/DC

Na manhã desta quarta-feira recebi, via redes sociais, em privado, um depoimento de um funcionário do Figueirense. Era até uma crítica ao nosso trabalho da noite anterior na CBN Diário. Em alguns momentos, é verdade, contestamos os atletas pela realização do WO em Cuiabá. Era preciso, afinal.

Como já escrevi aqui em outros momentos, não é possível pensar um WO como saída para qualquer problema. Mas como o jornalismo me ensinou, é preciso ouvir as versões. Por isso trago hoje o desabafo de um funcionário alvinegro que, é claro, até pelo relatado, preservo o nome e a função no clube:

“Ontem (terça-feira), eu estava acompanhando parte da cobertura da CBN sobre o WO do Figueirense. Acabou que peguei a parte onde o Chiquinho (presidente do Conselho Deliberativo) estava sendo entrevistado. Francamente, é muito vergonhoso um WO, mas existe maior vergonha que essa administração da Elephant, juntamente com o Conselho, está fazendo o Figueirense passar? Vivemos uma gestão de um ditador que faz o que quer sem pensar no que os seus funcionários precisam. Francamente, vocês acham extremo um WO? Extremo é uma faxineira ficar sem receber R$ 1.200 de salário! Acham extremo um WO? Extremo é não ter ônibus, lavanderia, saco pra fazer gelo, bola de qualidade pra treinar, um café da manhã. Isso é extremo! E vocês ainda acham que os jogadores pararam por causa dos três meses de atrasados? Todos nós, os funcionários do Figueirense, apoiamos a atitude deles. Não foi por eles. Não foi pela imagem (direitos). Foi por um Figueirense livre e vivo amanhã!”

Deixe seu comentário:

Rodrigo Faraco

Colunista

Faraco

Jornalista e comentarista esportivo, sempre atento ao que acontece especialmente no futebol catarinense, faz análises e bastidores dos times do Estado.

siga Faraco

Rodrigo Faraco

Colunista

Faraco

Jornalista e comentarista esportivo, sempre atento ao que acontece especialmente no futebol catarinense, faz análises e bastidores dos times do Estado.

siga Faraco

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade