nsc
nsc

Reunião

Adjunto de Buligon no Desenvolvimento poderá ser de Joinville

Compartilhe

Loetz
Por Loetz
10/02/2021 - 10h46 - Atualizada em: 10/02/2021 - 12h16
Luciano Buligon
Luciano Buligon é prefeito de Chapecó desde 2015 (Foto: Diorgenes Pandini, BD)

O novo secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável de Santa Catarina, Luciano Buligon, empossado nesta semana, vai fazer a primeira viagem de trabalho para Joinville. Será ainda neste mês. Ele quer ter conversa "olho no olho" com empreendedores e lideranças empresariais e políticas do município.

> Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui

- Se as entidades indicarem um nome, o meu adjunto, na secretaria, será do Norte. Não tenho nenhum nome ainda. Espero por indicação. Se Joinville indicar, será de Joinville.

Essa forma de trabalhar, ouvindo as lideranças, vai marcar a trajetória do político do Oeste na Pasta. Quinto secretário de Desenvolvimento Econômico em pouco mais de dois anos do governo Moisés, ele sabe do desafio que o espera.

- Assumir é um grande desafio, sim. A secretaria sofreu com a instabilidade política em Santa Catarina e, junto com a pandemia, trouxe mais incertezas, criando um ambiente de letargia para o processo de desenvolvimento econômico.

> Multinacional sul-coreana investe R$ 200 milhões no norte de Santa Catarina

Em seu primeiro ato, assinou decreto de (re)criação do programa Invest SC, a ser ingrediente para atrair empresas e gerar oportunidades de expansão de negócios no Estado. O modelo a ser perseguido é o da criação de uma agência de desenvolvimento, como é a de São Paulo, onde o Invest SP dialoga com empresários de todo o mundo.

O objetivo é mostrar as potencialidades catarinenses, explicar que somos os melhores em empregabilidade e temos ótima qualidade de vida. Com esta perspectiva, o Invest SC vai ganhar uma nova roupagem, mais ampla. A meta é buscar atrair empresas de diferentes segmentos, deixando de focar unicamente na indústria.

> Com arrecadação fiscal recorde no Estado, Joinville recebe mais dinheiro do que o previsto

Buligon antecipa que há conversas com empresários da Alemanha e da Espanha, com olhares atentos para as regiões Norte-Vale; e para o Sul, respectivamente.

Há 80 empresas conversando com o governo do Estado, mas em instâncias dispersas: Fazenda, Desenvolvimento Econômico, Celesc...

O novo secretário sabe que a pandemia e a Covid-19 é empecilho para o crescimento da economia. Mesmo reconhecendo isso, otimista, acredita que vacinação maciça será feita até maio, de modo que essa dificuldade possa ser superada no curto prazo.

Argumenta sobre a necessidade de gerar confiança aos empreendedores; transmitir segurança, e não só com palavras, mas com ações também: - nosso trabalho é o de resgatar a confiança

> Metalúrgica Duque é comprada por empresa de Brusque em leilão

O novo Invest SC ainda vai prever benefícios para quem optar em instalar negócios nas regiões economicamente mais empobrecidas, como as de parte do Planalto Norte, do Sul e do Extremo-oeste. Essa função cabe à Secretaria da Fazenda.

Como o setor transforma proteína vegetal em proteína animal, há um déficit de 4 milhões de toneladas/ano de milho. Agora o problema se agravou porque a Argentina não abre as fronteiras; então, há, no curto prazo, a busca por insumos no sul Paraguai. Vindo do Oeste, o secretário conhece bem a situação do agronegócio, um dos pilares da economia catarinense nos últimos anos.

Cláudio Loetz

Colunista

Loetz

Claudio Loetz é um dos mais renomados colunistas de economia do Sul do Brasil. Com textos analíticos e informativos, é a principal fonte de informação para os interessados em negócios em Joinville e região.

siga Loetz

Cláudio Loetz

Colunista

Loetz

Claudio Loetz é um dos mais renomados colunistas de economia do Sul do Brasil. Com textos analíticos e informativos, é a principal fonte de informação para os interessados em negócios em Joinville e região.

siga Loetz

Mais colunistas

    Mais colunistas