Navegue por

publicidade

Loetz

Tech

Expoinovação: festival de criatividade em Joinville

Compartilhe

Por Loetz
15/08/2018 - 05h35 - Atualizada em: 15/08/2018 - 05h31

Um inusitado festival que leva tecnologia, música, inovação e economia criativa para a pequena e pacata cidade de Santa Rita do Sapucaí, Minas Gerais. Chamado Hacktown, caminha para a quarta edição (em setembro) e está transformando o lugar, estimulando investimentos em educação e foco em tecnologia. Um dos mentores da ideia, Ralph Peticov, está em Joinville e fala nesta quinta-feira (16), na última noite da 6ª Expoinovação, que se realiza no Teatro Juarez Machado (ingressos pelo site).

Na terça-feira (14), pela manhã, Peticov abriu encontro com representantes de núcleos de inovação de oito cidades catarinenses, na Acij (foto). A proposta do evento paralelo, segundo os organizadores, é trocar experiências e fortalecer o ecossistema da inovação.

Veja também: Setor de serviços de Santa Catarina tem alta de 4,5% em junho

 

Na dianteira da inovação joinvilense

Hoje é dia de conhecer quem está na linha de frente da inovação em Joinville. Durante a 6ª Expoinovação, serão anunciados os vencedores da edição de 2018 do Prêmio Inovação de Joinville, uma iniciativa do Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação (Comciti). O evento prossegue até amanhã, no Teatro Juarez Machado, com palestras, workshops e outras atividades. Os concorrentes ao prêmio tiveram a oportunidade de apresentar suas ideias à comissão julgadora na tarde de terça-feira.

Serão contempladas pessoas e instituições públicas ou privadas que, com suas ações, destacam-se na promoção do conhecimento e da prática da inovação, na geração de processos, bens e serviços inovadores com reflexos econômicos, sociais e ambientais. Neste ano, havia duas opções de inscrição: tema livre e tema cidades humanas e inteligentes (human smart city). Inscritos de 26 municípios da região Norte/Nordeste do Estado deveriam se enquadrar em uma das três categorias disponíveis: academia, empresa ou comunidade.

Os três primeiros em cada uma das categorias no tema livre e no tema cidades humanas e inteligentes serão agraciados com um kit de prêmios em produtos e serviços, de acordo com a colocação, e um certificado com o nome de todos os autores e o do projeto. As empresas premiadas poderão usar o selo “Empresa Inovadora de Joinville” em seu site.

 

Leia também: Saiba como a Propague Doc.Sync inova

Veja também as publicações de Estela Benetti

 

Legislação não estimula a inovação

Dispositivos legais específicos relacionados ao campo da inovação são mais recentes do que muita gente possa imaginar. Segundo o advogado Marcus Silva, da Silva, Santa & Teston Advogados, foi somente em 2015 que a Constituição incorporou e normatizou esse conceito. 

– Ainda observamos um ambiente regulatório hostil, seja porque as regras não são as melhores e não favorecem claramente os interesses do empreendedor, seja pela ausência de outras normas que poderiam estimular o investidor – aponta o especialista, que comandou workshop sobre o tema no primeiro dia da 6ª Expoinovação, terça-feria (14) à tarde, no Teatro Juarez Machado. 

– Estamos ainda engatinhando. Esse é um dos fatores mais restritivos ao setor de tecnologia – analisa Marcus Silva.

O advogado lista quatro recomendações para os candidatos a empreendedor terem assertividade ao trabalhar a inovação: 

1. Definir com critério o perfil de empresa (MEI, sociedade limitada, anônima etc.), dado que “cada um desses modelos pressupõe obrigações, benefícios e oportunidades”;

2. Pactuar, entre os sócios, como se dará a gestão, a participação nos resultados e, especialmente, a possível saída do negócio, movimento comum no universo das startups;

3. Encontrar as melhores fórmulas para reter talentos, se possível, estabelecendo mecanismos de remuneração vinculados ao cumprimento de tarefas e alcance de metas, como também alternativas para o profissional adquirir participação societária; 

4. Prestar atenção à disponibilidade (bastante comum) de linhas de financiamento à inovação abertas por agentes públicos de fomento.

 

Posse na Fecomércio/SC

A presidência e a nova diretoria da Fecomércio/SC para a gestão 2018-2022 tomaram posse nesta semana, em Florianópolis, sob a liderança de Bruno Breithaupt. O empresário havia sido reeleito em votação unânime em maio e continua à frente da entidade pelo terceiro mandato consecutivo.

 

Leia outras publicações de Loetz

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação