publicidade

Política

Presidente da Alesc vai morar na residência oficial do vice-governador de SC

Compartilhe

Por Marcelo Fleury
14/06/2018 - 17h28 - Atualizada em: 14/06/2018 - 17h46
Presidente da Alesc vai morar na residência oficial do vice-governador de SC
Imóvel fica no Bairro Itaguaçu, em Florianópolis / Cristiano Estrela/Diário Catarinense

Por Ânderson Silva, interino

O governo de Santa Catarina cedeu recentemente a residência oficial do vice-governador para a Assembleia Legislativa do Estado (Alesc). O imóvel localizado na Rua Vinte e Três de Março, no Bairro Itaguaçu, região Continental de Florianópolis, será usado pelo presidente da Casa, deputado Aldo Schneider (MDB). A portaria autorizando a cessão foi publicada no dia 6 de junho do Diário Oficial do Estado (DOE) com data de 5 de junho.

Segundo o texto, a área transferida, uma moradia de alto padrão, tem 1.229,78 metros quadrados. Até fevereiro ela era ocupada pelo atual governador Eduardo Pinho Moreira (MDB), então vice de Raimundo Colombo (PSD). Moreira agora reside na Casa D'Agronômica, também na Capital, casa oficial do governador catarinense.

A assessoria do governo de SC confirmou a operação e disse que a casa estava fechada, mas com despesas. Essa, segundo a resposta, foi uma forma de economizar o valor que era gasto no local. Nos próximos dias uma portaria será publicada para regularizar também a transferência temporária do inventário existente na residência.

Também via assessoria de imprensa, a Alesc afirmou que Schneider vai abrir mão dos R$ 4,5 mil mensais do auxílio-moradia para ficar na casa, mas ainda não detalhou como foi feita a negociação para a ocupação do imóvel e nem de quem partiu a proposta. As despesas vão ser assumidas pela Alesc. Esses números ainda não foram detalhados. O pagamento dos salários de dois funcionários, da manutenção e da equipe de segurança, ainda está sendo discutido. Não há uma definição sobre quem bancará esses valores. A água e a luz serão pagas pela Alesc, enquanto telefone e internet vão sair do bolso do próprio presidente.

Essa é a primeira vez que um presidente do Legislativo estadual terá uma residência oficial. Pelo publicação no DOE, a transferência vai até 31 de dezembro de 2018, quando termina a atual gestão do governo do Estado. Até esta quinta-feira, Schneider não havia se mudado para a casa.

Leia mais notícias da coluna

Deixe seu comentário:

Marcelo Fleury

Jornalista, Marcelo Fleury trata de assuntos do cotidiano e política, com olhar crítico sobre os fatos em Santa Catarina e no Brasil. Esta coluna deixou de ser atualizada. Conheça todos os colunistas do NSC Total em: https://www.nsctotal.com.br/

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade