nsc

publicidade

IMIGRAÇÃO ALEMÃ EM SC 

191 anos da Imigração Alemã em Desterro

Compartilhe

Mário
Por Mário Motta
01/11/2019 - 18h13
Imigração Alemã.
Tradição preservada ao longo dos anos. Foto: Arquivo / Associação Cultural Deutsche Welt

A Prefeitura Municipal de Florianópolis por meio da Secretaria de Cultura, Esporte e Juventude e da Fundação Franklin Cascaes, além dos parceiros: Casa da Memória, Câmara de Vereadores, Associação Deutsche Welt, Instituto Carl Hoepcke e Comissão Organizadora dos 200 anos de Fritz Muller, acabam de divulgar a programação alusiva a chegada dos primeiros imigrantes alemães em Desterro, no ano de 1828.

Serão 03 dias de excelentes atividades e todas com entrada gratuita nos dias 06, 07 e 09 de novembro, sendo que um dos dias mais importantes para a programação será a Sessão Solene na Câmara dos Vereadores de Florianópolis, no dia 06 de novembro de 2019, às 16 horas.

O melhor da gastronomia alemã
O melhor da gastronomia alemã
(Foto: )

No dia 09, acontecerá a realização da 4a. BierFest, na sede da ACOJAR, Rua Coronel Maurício Spalding no. 801, Bairro Santa Mônica, com início às 11h30min e término às 18h00.

Os imigrantes chegaram à cidade de Desterro em dois navios que vieram do Rio de Janeiro, lugar onde aportavam ao chegar primeiro no Brasil. O primeiro navio que ancorou aqui foi o brigue Luiza em 07 de novembro com 276 colonos, e cinco dias depois aportava na cidade o navio Bergantim Marquez de Vianna, com 359 imigrantes.

De acordo com a história, o primeiro navio ficou alojado no Campo do Manejo, hoje Instituto Estadual de Educação. O segundo foi aportado com os imigrantes na Armação da Lagoinha, costa Sudeste da Ilha de Santa Catarina. A maioria desses imigrantes alemães eram agricultores, ferreiros, carpinteiros, artesãos e soldados que na época enfrentavam condições muito precárias nos primeiros anos no Brasil.

Música, dança e boa comida na 4a. Bier Fest
Música, dança e boa comida na 4a. Bier Fest
(Foto: )

Dada a importância de tal acontecimento foi organizada uma programação diversificada no intuito de homenagear e mostrar a relevância que este povo (imigrantes) agregaram para todos nós, como forma de história, cultura, costumes, dança, música, gastronomia tanto em Florianópolis como também para São Pedro de Alcântara, primeira colônia germânica de SC e a segunda do país. A partir daí, outras regiões do nosso estado foram colonizadas pelos alemães como as cidades do médio e alto vale do Itajaí.

Dada a importância desse processo de imigração, registramos aqui nosso carinho e respeito por tudo que os alemães nos trouxeram e nos legaram, fundamentais para o progresso de Santa Catarina e do nosso país.

Leia mais:

Projeto Fauna Floripa instala câmeras em áreas naturais de Florianópolis

Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC​

Acesse as últimas notícias do NSC Total

Deixe seu comentário:

Mário Motta

Colunista

Mário Motta

Informação de relevância e opinião sobre o que acontece na Grande Florianópolis com todo o carisma e credibilidade de Mário Motta.

siga Mário Motta

publicidade