nsc
nsc

Comentário

Acordo permite votar incentivos fiscais na próxima semana na Alesc

Compartilhe

Por Moacir Pereira
10/12/2019 - 18h42 - Atualizada em: 10/12/2019 - 20h24
Plenário da Alesc
Alesc encerra ano legislativo na semana que vem (Foto: Rodolfo Espínola, Agência AL/Divulgação)

A terça-feira (10) foi um dia de muita movimentação na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc). Começou com uma reunião entre o secretário da Fazenda, Paulo Eli, parlamentares e dirigentes de entidades empresariais do Estado ligados a diferentes serviços e setores da economia, para tratar de ajustes em dois projetos de lei que tratam do restabelecimento da restituição de incentivos fiscais e alíquotas do ICMS aqui em Santa Catarina, depois das decisões do governador Carlos Moisés da Silva, cancelando vários desses benefícios.

A reunião, no gabinete do presidente Júlio Garcia, chegou a um denominador comum para que os projetos sejam votados na próxima semana, a última do ano legislativo.

Enquanto a reunião acontecia, o deputado Sargento Lima, líder do PSL, fez uma crítica ao governo do Estado pelo adiamento da convocação de 500 aprovados em concurso para a Polícia Militar. E no final do dia, a Comissão Parlamentar de Inquérito sobre as obras da Ponte Hercílio Luz voltou a avaliar o relatório do deputado Bruno de Souza. A principal polêmica é a inclusão do nome do ex-governador Raimundo Colombo como indiciado.

Ouça o comentário para o Jornal da CBN da tarde desta terça-feira (10):

Colunista

Moacir Pereira

Informações da política catarinense e também sobre os meios empresarial e jurídico. Esta coluna deixou de ser atualizada. Conheça todos os colunistas do NSC Total em: https://www.nsctotal.com.br/

siga Moacir Pereira

Colunista

Moacir Pereira

Informações da política catarinense e também sobre os meios empresarial e jurídico. Esta coluna deixou de ser atualizada. Conheça todos os colunistas do NSC Total em: https://www.nsctotal.com.br/

siga Moacir Pereira

Mais colunistas

    Mais colunistas