Florianópolis
publicidade
Moacir

Política

Cesar Grubba deixa a Secretaria da Segurança para concorrer a deputado

Compartilhe
Por Moacir Pereira
11/01/2018 - 23h55 - Atualizada em: 12/01/2018 - 00h15
Grubba irá concorrer a deputado federal
Grubba irá concorrer a deputado federal
(Foto: )

Reuniões conduzidas nos últimos dias pelo presidente estadual do PSD, deputado Gelson Merisio, estão concretizando mudanças relevantes na estrutura da segurança pública de Santa Catarina, com vários de seus dirigentes renunciando nos meses de fevereiro e março para disputarem cadeiras na Câmara Federal e Assembleia Legislativa.

A principal confirmação aconteceu durante encontro de Merisio com o promotor Cesar Grubba, que vai mesmo deixar a Secretaria de Segurança Pública para concorrer à Câmara Federal.  Os dois bateram o martelo. Grubba participará da eleição filiado ao PSD.

A candidatura de Cesar Grubba teria respaldo, também, entre integrantes do Ministério Público Estadual. Ele pode concorrer a qualquer cargo eletivo, pois ingressou na carreira antes de 1988.  Pela legislação, promotores e procuradores que entraram depois da Carta de 88 são inelegíveis e só podem disputar mandatos se renunciaram aos cargos.

O nome do sucessor de Grubba não está decidido. O vice-governador Eduardo Moreira pretende indicar um nome de expressão na área da segurança pública visando canalização de votos para seu partido.  Ele já antecipou que “segurança pública e saúde” serão as duas maiores prioridades de sua gestão no governo estadual.

Na estrutura da Policia Civil, fazendo dobradinha com Grubba, concorrerá à Assembleia Legislativa o presidente da Adepol, delegado Ulisses Gabriel, que tem base no sul, mas penetração em todo o Estado.

Pela Policia Militar está também encaminhada a candidatura do coronel Paulo Henrique Hemm, que deixará o comando geral para se filiar ao PSB e pleitear vaga na Assembleia Legislativa.  Ele tem forte presença no oeste catarinense, onde atuou durante muitos anos, além de expressão estadual por sue firme atuação no comando da corporação.

O coronel Hemm terá nesta sexta-feira uma reunião com o secretário Cesar Grubba para tratar dos encaminhamentos políticos dentro e fora do governo.

O tripé no sistema de segurança deverá ser completado pela candidatura do Defensor Geral do Estado, Ralf Zimmer, que deixará o cargo no dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher.

Vai homenagear a Sub-Defensora Geral, Ana Dihl Cavlin, que se tornará a primeira mulher no Brasil a ocupar o cargo de Defensora Pública Geral Estadual.

Ralf Zimmer está sem filiação partidária, mas decidiu inscrever-se no PSD, depois de vários contatos e de convites feitos pelo presidente Gelson Merisio, ratificados pelo ex-Defensor Geral Ivan Ranzolin, em nome do governador Raimundo Colombo.

Leia mais:

PT quer Lula na prisão

Júlio Cesar e o Rubicão de Lula

Acompanhe outras publicações de Moacir Pereira

Deixe seu comentário:

Moacir Pereira

Moacir

Pereira

Moacir Pereira

Principal nome do jornalismo político catarinense, é respeitado pela classe assim como nos campos empresarial e jurídico. A exclusividade de suas notícias se reflete na sua credibilidade.

publicidade

Mais colunistas

publicidade
publicidade
Florianópolis
© 2017 NSC Comunicação
Florianópolis
© 2017 NSC Comunicação