nsc
    nsc

    Prisão em 2ª instância

    Ministros do STF são alvo de ataques virtuais

    Compartilhe

    Por Moacir Pereira
    11/11/2019 - 11h58 - Atualizada em: 12/11/2019 - 08h09
    STF
    Foto: Rosinei Coutinho

    A decisão do Supremo Tribunal Federal de revogar a prisão dos criminosos condenados em segunda instância provocou um verdadeiro bombardeio de críticas contundentes contra os ministros nas redes sociais. Não se viu uma campanha popular tão incisiva e pesada contra ministros que facilitaram a liberação de condenados pela Justiça.

    "O crime compensa" – repetiram vários internautas. “Ministros vendidos”, repetiram outros. Videos históricos com entrevistas concedidas pelos ministros Gilmar Mendes e Dias Tófoli, principalmente, mostraram suas fortes contradições sobre prisão em segunda instância.  Mudaram muito rápido de posição em apenas três anos.

    O julgamento da semana passada continua provocando um violento desgaste do Supremo, atingindo a imagem do Poder Judiciário.

    Manifestações populares em várias cidades lançaram campanhas para que pressões sejam feitas no  Congresso Nacional para aprovação de emenda que restabeleça a Justiça contra a criminosos e corruptos na condenação pela segunda instância.

    Leia as últimas notícias de política

    Assine o NSC Total para ter acesso ilimitado ao melhor conteúdo de Santa Catarina e aproveitar os descontos do Clube NSC. 

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas