nsc

publicidade

Moacir

Troca na secretaria adjunta

Polícia Civil vence disputa com militar na segurança

Compartilhe

Por Moacir Pereira
15/06/2019 - 21h02 - Atualizada em: 16/06/2019 - 16h51

O pedido de exoneração do coronel Flávio Graff do cargo de Diretor Geral (secretário adjunto) da Secretaria de Segurança Publica de Santa Catarina representa a primeira crise política no governo Moisés da Silva. Significa também vitória da Policia Civil sobre a influência da Policia Militar dentro da estrutura da segurança pública estadual.

Maior demonstração desta crítica situação está evidenciada por por circunstância politica e administrativa: a mudança não se restringe à saída do coronel Flávio Graff, mas inclui toda a equipe que ele dirigia na secretaria.

Informações nos bastidores indicam que o governador Carlos Moisés da Silva já havia decidido no inicio da semana pela saída do coronel Flávio Graff e pela nomeação da delegada de Policia Luciana Pinto Pimental, servidora de carreira que há anos atua na área de licitações e contratos. Quando o coronel Graff soube da decisão do governador esteve na Casa Militar e formalizou sua saída.

O delegado Alexandre Kale emitiu nota pelas redes sociais afirmando que não houve pressões da Policia Civil para conquista do novo cargo na estrutura da Segurança Pública. O Delegado Geral de Policia, Paulo Koerich, também se pronunciou para negar a disputa interna na segurança pública do governo.

O Diretor Geral demissionário até agora não se manifestou sobre as razões que o levaram a deixar o governo. Na área militar houve surpresa no pedido do coronel Flávio Graff. Primeiro, porque atuou no núcleo central do governo de transição de Moisés da Silva no Centro Administrativo. Era o principal assessor na área de comunicação. Segundo, porque tem uma biografia extraordinária dentro do Corpo de Bombeiros, na Policia Militar e na sociedade civil, por sua atuação como voluntário em atividades comunitárias e sociais.

Observação também feita nos bastidores da Polícia Militar. O coronel Flávio Graff foi convidado pessoalmente pelo governador Moisés da Silva para ocupar o segundo cargo mais importante na estrutura da Secretaria de Segurança Pública do governo estadual. Em sua demissão não teve o mesmo tratamento e a mesma consideração.

Como a equipe do coronel Graff realizou um trabalho inovador na Segurança e no Detran, as causas da substituição continuam um mistério fora do governo estadual.

publicidade