Quando finalizamos a análise do Plano Estadual de Educação (PEE) a equipe técnica apresentou uma boa quantidade de alterações nas estratégias, num necessário realinhamento do que estava posto, de modo a melhorar os índices de acompanhamento de cada uma das 19 metas definidas. Na ferramenta de gestão “Educação na palma da mão”, foi criado um painel específico para acompanhar a execução daquelas estratégias.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Florianópolis e região pelo WhatsApp

O ponto que me trouxe novamente ao tema, e cujo alerta fez parte das manifestações naquele período, é a vigência do plano atual, ou o seu término.

A construção de um plano decenal, é resultado de uma ampla movimentação, audiências públicas, empenho e dedicação de todos que, de uma forma ou de outra, tomam parte do processo, e isso leva tempo, muito tempo.

Pois bem. Era 2019 quando chamamos a atenção para o prazo e, naquele momento questionamos: “O que acontecerá com a educação em SC depois de findar o prazo do PEE”?

Continua depois da publicidade

Natalino Uggioni: Os planos para a educação

O Plano Nacional de Educação (PNE) 2024-2034: política de Estado para a garantia da educação como direito humano, com justiça social e desenvolvimento socioambiental sustentável, resultado da Conferência Nacional de Educação (Conae) apresenta uma boa base para o novo PNE.

Fora isso, vejo pouca movimentação para construção dos novos planos vindouros. Seria hora de já estarmos trabalhando de modo a construir um novo PEE para SC, contemplando todo o aprendizado da execução do plano em curso.

Leia outras colunas de Natalino Uggioni

Inserir a previsão de revisões periódicas, sem baixar a régua do nível de exigência em termos de melhoria da qualidade da educação, é um ponto que deve ser considerado.

Leia também:

As diferenças de educação integral e educação em tempo integral

Aprenda sobre os tipos de conjunções da Língua Portuguesa

Oito livros infantis com ensinamentos importantes para toda a vida

Destaques do NSC Total