nsc
nsc

Investimentos

Cooperativas de crédito com atuação em SC vão investir R$ 370 milhões até 2030

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
06/01/2021 - 05h01
Sistema Ailos
Sede do Sistema Ailos, em Blumenau (Foto: Pedro Machado, BD)

As 13 cooperativas de crédito que integram o Sistema Ailos, com forte atuação em toda Santa Catarina, preparam investimentos de R$ 370 milhões nos próximos 10 anos. O aporte está previsto no planejamento estratégico, com vistas a 2030. Os recursos serão aplicados principalmente em novas tecnologias de suporte e atendimento aos pouco mais de um milhão de cooperados.

> Quer receber notícias de Blumenau e do Vale por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do Santa

— A estratégia é com foco na transformação digital — resume a coordenadora de gestão de pessoas Renata Costa Basílio.

A maior parte do investimento sairá logo em 2021. Serão R$ 230 milhões neste ano, direcionados à troca e atualização de sistemas de operações financeiras, aplicativos em nuvem e evolução da cultura organizacional. O esforço abrirá espaço para quem busca uma nova oportunidade profissional ou crescimento na carreira dentro do modelo cooperativista. 

Há 400 vagas de emprego abertas apenas na Central Ailos, que fica em Blumenau, onde já atuam em torno de 700 pessoas. Boa parte delas é relacionada à tecnologia, sendo que 110 posições devem ser fechadas até o fim de janeiro. Mas há oportunidades também em outras áreas relacionadas a atendimento e análise de crédito.

Somando todas as 13 cooperativas, além da central, o número de vagas disponíveis sobe para 500. Elas estão espalhadas em 26 cidades, 21 delas catarinenses e cinco no Paraná (veja aqui a relação completa). O Sistema Ailos não abre os valores dos salários, mas segundo Renata eles são “compatíveis com o mercado”. As funções vão desde estágio a posições de liderança.

O Sistema Ailos é formado pelas cooperativas Acentra, Acredicoop, Civia, Credcrea, Credelesc, Credicomin, Credifoz, Crevisc, Evolua, Transpocred, Únilos, Viacredi e Viacredi Alto Vale. Com atuação na região Sul, principalmente em Santa Catarina, somam mais de 200 postos de atendimento e R$ 11 bilhões em ativos.

Pandemia acelerou projetos

A transformação digital do Sistema Ailos já vinha acontecendo há três anos. Ela foi acelerada diante da pandemia do novo coronavírus, que limitou operações e contatos físicos com os cooperados.

— Estamos olhando para o mercado e todas as tendências que o ramo financeiro preconiza para esse momento — diz Renata.

Muitas das vagas disponíveis também estão mais flexíveis, o que neste caso significa contratos de teletrabalho e home office. As 400 oportunidades abertas para atuação junto à central, em Blumenau, podem ser ocupadas por pessoas de outras cidades e estados. Além disso, mais 200 empregos devem ser oferecidos a partir de 2020, dobrando o tamanho da atual equipe.

Quer receber notícias e análises de economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região no seu celular? Acesse o canal do blog no Telegram pelo link https://t.me/BlogPedroMachado ou procure por "Pedro Machado | NSC" dentro do aplicativo.

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Mais colunistas

    Mais colunistas