nsc
nsc

Política

CPI dos Respiradores: deputado de Blumenau será o relator

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
05/05/2020 - 17h44 - Atualizada em: 05/05/2020 - 17h57
Ivan Naatz
O deputado estadual Ivan Naatz (Foto: Patrick Rodrigues, BD)

O deputado Ivan Naatz (PL) será o relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que vai investigar a polêmica compra, pelo governo de Santa Catarina, de 200 respiradores a um custo de R$ 33 milhões — já pagos, mas ainda não entregues, segundo reportagem publicada pelo site The Intercept. A presidência ficará com o deputado Sargento Lima (PSL). Os nomes foram definidos na tarde desta terça-feira (5).

> Em site especial, saiba tudo sobre o novo coronavírus

Naatz, ferrenho opositor ao governo Carlos Moisés (PSL), foi o autor do pedido de CPI, por isso a escolha de seu nome para a função não surpreende. Na relatoria, o deputado terá papel de destaque no caso. A ele cabe conduzir o levantamento de dados, informações e evidências sobre o tema investigado, que culminam com a produção de um relatório com sugestões de medidas a serem tomadas. À coluna, Naatz disse esperar que o documento fique pronto em até 60 dias.

Os rumos da CPI podem ampliar o protagonismo de Naatz na Assembleia Legislativa e, como um efeito cascata, fortalecer uma eventual candidatura à prefeitura de Blumenau — confirmada, seria a terceira dele.

Coincidência ou não, o vereador Ito de Souza, único representante da sigla na Câmara de Vereadores, disse mais cedo nesta terça, em sessão ordinária, que o partido terá um nome na disputa pelo Executivo blumenauense. Três alternativas foram citadas: Alexandro Fernandes, que acumulou passagens pelo primeiro escalão do governo Napoleão Bernardes, o empresário Ericson Luef e o próprio Naatz.

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Mais colunistas

    Mais colunistas