Florianópolis

publicidade

Pedro

Planejamento

Empresa têxtil vai investir R$ 25 milhões em novo parque fabril em Blumenau

Compartilhe

Por Pedro Machado
08/08/2018 - 12h29 - Atualizada em: 08/08/2018 - 12h29
Foto: Divulgação

A Tex Cotton, dona de três marcas de roupas com foco no público feminino, aguarda apenas um sinal verde da Faema – leia-se liberação de licenças – para tirar do papel o plano de construção de um novo parque fabril em Blumenau. As operações, que funcionam em dois prédios no bairro Garcia, serão transferidas para uma estrutura de 20 mil metros quadrados a ser erguida na Rua Bahia, no Salto.

​​​Curta Pedro Machado no Facebook​​​

Leia mais notícias de Pedro Machado​​

O investimento total chega a R$ 40 milhões. Deste valor, R$ 15 milhões já foram empenhados na compra, ainda em 2012, de um terreno de 110 mil metros quadrados que irá receber a futura nova sede. Os outros R$ 25 milhões serão aplicados na obra.

O presidente da empresa, Sérgio Ferrari, tem certa pressa. Diz que a mudança já deveria ter começado, mas esbarrou em questões burocráticas. Iniciada a obra, o que ele espera acontecer ainda neste segundo semestre, a previsão é finalizar os trabalhos dentro de um ano e meio.

De acordo com o executivo, o novo espaço será até três vezes maior do que o atual. Isso implicará em natural aumento da produção, hoje em torno de duas milhões de peças ao ano voltadas a bebês e meninas. A construção também abre perspectivas de ampliação do quadro de 400 funcionários diretos. Ferrari enxerga necessidade futura de até mais 150 colaboradores. Mas contempla um passo de cada vez.

— Primeiro vamos trabalhar em cima da nova estrutura, organizar bem os processos para aumentar as vendas e atender melhor o cliente, e então contratar mais pessoas — projeta.

Olho no exterior

A Tex Cotton já está em todo o Brasil com produtos de alto valor agregado que abastecem redes de varejo multimarcas. Consolidada a fase de expansão com a nova sede, o mercado externo entrará no radar da empresa, antecipa Ferrari. Já há conversas iniciais com potenciais parceiros no exterior.

Apesar da “confusão”, nas palavras do empresário, que o país ainda vive, a expectativa é positiva para 2018. O primeiro semestre já apontou possibilidade de crescimento de 18% neste ano.

Deixe seu comentário:

publicidade

Florianópolis
© 2017 NSC Comunicação
Florianópolis
© 2017 NSC Comunicação