nsc
nsc

publicidade

Economka

Estudo aponta pontos críticos para o desenvolvimento do turismo do Vale Europeu

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
29/01/2019 - 10h03
O cicloturismo é citado no mapeamento (Foto: Jorge Blanquer, Divulgação)

Na edição do fim de semana a coluna antecipou em linhas gerais o estudo Turismo Catarinense em Movimento, trabalho feito pela Fecomércio-SC em parceria com o Senac que será apresentado oficialmente a lideranças do setor e autoridades públicas hoje à tarde em Florianópolis. Trata-se de um mapeamento de 242 ações para estimular a atividade turística em 12 regiões catarinenses, chamadas de instâncias.

Hoje o olhar é específico para o Vale Europeu, uma dessas 12 instâncias, que abrange 49 municípios do Vale do Itajaí. Em evento promovido em Blumenau que reuniu cerca de 50 pessoas, representantes do trade turístico regional elencaram 19 ações, divididas nas áreas de infraestrutura, gestão e governança, inovação, legislação e qualificação (confira a lista completa abaixo), consideradas fundamentais para fomentar esse segmento, que já representa 12,5% do PIB do Estado.

Um olhar na relação de pontos críticos atesta que muitas dessas demandas já são, de alguma maneira, trabalhadas ou estão no radar de entidades como o Blumenau e Vale Europeu Convention & Visitors Bureau, Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí (Ammvi) e secretarias municipais de turismo. O Vale Europeu, aliás, é uma das regiões onde o trabalho de integração para identificação de riscos e oportunidades, um dos pilares defendidos pelo estudo, é mais avançado. A criação do Observatório do Turismo, que também será lançado hoje, permitirá um acompanhamento mais próximo do andamento dessas ações.

Da lista é possível concluir que um dos grandes gargalos para alavancar ainda mais o turismo do Vale Europeu é a infraestrutura – tema recorrente em todas as 12 instâncias, aliás. Melhorar a sinalização e o acesso por terra das cidades, garantir espaços adequados para veículos que circulam com turistas e implantar internet gratuita em locais públicos aparecem como algumas das demandas. Estimular a compra de produtos regionais e o fortalecimento da identidade da região, que também figuram na lista de prioridades, são ações, por exemplo, já feitas com relativo sucesso.

Pontos críticos

Estudo da Fecomércio-SC e do Senac mapeou 49 ações, divididas em cinco áreas, para fomentar a atividade na região

Infraestrutura

- Promover junto aos municípios a adequação de acessos e estacionamentos de veículos de turismo, com local para embarque e desembarque

- Articular a implantação e adequação da sinalização turística nas rodovias da região

- Promover e articular a revitalização das vias de acesso municipais

Gestão e governança

- Promover a troca de experiências entre os gestores públicos e privados do turismo por meio de ações de benchmark

- Promover ações de fomento ao associativismo entre as lideranças do turismo para estreitar laços e estimular o trabalho e o fortalecimento das redes de cooperação

- Fomentar programas de estímulo à compra de produtos locais e regionais, por empresários e comunidade

- Fomentar o fortalecimento dos conselhos municipais de turismo

Inovação

- Fomentar incentivos (tributário investimento) para ampliar investimentos do empresariado em empreendimentos de alimentação

- Fomentar a construção da identidade e a criação da marca turística da região, promovendo sua divulgação

- Promover a implantação de acesso a redes abertas de wi-fi em locais públicos

- Prover acesso a dados por meio digital nos atrativos turísticos (exemplos: placas com QR Code, realidade aumentada, aplicativos com sistemas de geolocalização ou outros similares)

- Estruturar produtos turísticos e fomentar a criação e comercialização de novos roteiros turísticos na região, embasados em cultura e experiência

Legislação

- Regulamentar o acesso de veículos de turismo aos atrativos e espaços de estacionamento (embarque e desembarque)

- Fomentar o debate para a criação e regulamentação da legislação de trânsito relativa à padronização da sinalização do cicloturismo

- Articular a adequação da legislação para comercialização de produtos rurais regionais

Qualificação

- Criar campanhas de sensibilização e conscientização sobre a atividade turística para a população local

- Promover ações de sensibilização para o estímulo ao associativismo e ao cooperativismo

- Desenvolver e implementar programa de qualificação em nível estratégico, operacional e de educação básica para os diferentes segmentos do turismo

- Fomentar a sensibilização da profissionalização do segmento turístico para estimular a criação de demanda por qualificação junto a empresários e a comunidade

Deixe seu comentário:

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Últimas do colunista

Loading interface...
Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

publicidade

publicidade

Mais colunistas

    publicidade

    publicidade

    Mais colunistas