nsc
    nsc

    Memória

    História e evolução do comércio da Rua XV de Novembro de Blumenau serão tema de livro

    Compartilhe

    Pedro
    Por Pedro Machado
    24/06/2019 - 16h40
    Foto: Patrick Rodrigues, BD

    A Rua XV de Novembro, no Centro de Blumenau, terá sua história revisitada em um livro. O trabalho foi encomendado pelo Sindilojas e envolve, em sua produção, uma equipe de oito pessoas, lideradas pela historiadora Ana Maria Moraes. A ideia é resgatar as transformações – e como as pessoas conviveram com elas – que ocorreram ao longo dos anos na principal via comercial da cidade, que tem papel relevante no desenvolvimento econômico, político e social da comunidade blumenauense.

    A pesquisa irá incluir consultas a jornais escritos em alemão datados do século passado. Um dos focos, explica Ana Maria, é mapear as casas de comércio que existiam nos primórdios da XV. Mas a obra não deve se restringir ao passado. A historiadora cita também a importância de fazer uma contextualização com a realidade atual. Ela acredita que tudo esteja pronto para publicação no ano que vem.

    Uma portaria publicada na última semana pela Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura, ligada ao Ministério da Cidadania, autorizou os idealizadores do projeto a captar, até o dia 31 de dezembro, recursos via doações ou patrocínios para a produção do livro. O valor aprovado é de R$ 75,6 mil. Os resultados do trabalho também devem ser apresentados para estudantes de arquitetura e de escolas públicas da cidade.

    Registro

    Além de eternizar em páginas a história da Rua XV de Novembro, o presidente do Sindilojas, Emilio Schramm, quer, com o livro, impedir que a memória de comerciantes mais antigos ainda vivos se perca. Ele mesmo conta que teve dificuldades para obter mais informações do primeiro comandante da entidade que hoje dirige. Schramm lembra que, antes de se tornar uma cidade industrial, Blumenau iniciou seu desenvolvimento pelas mãos do comércio.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas