nsc
nsc

Empresas

Kyly inaugura nesta terça-feira nova fiação em Pomerode

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
16/12/2019 - 15h00 - Atualizada em: 16/12/2019 - 15h01
Kyly
Unidade recebeu investimentos de R$ 44 milhões (Foto: Divulgação)

O Grupo Kyly inaugura nesta terça-feira (17) uma nova fiação em Pomerode. Na unidade, vai concentrar a produção de fios com os quais são feitas as peças de suas cinco marcas de moda. Até então a matéria-prima era comprada pronta junto a fornecedores.

A nova operação recebeu um investimento de R$ 44 milhões, fruto de incentivos fiscais concedidos pelo Programa de Desenvolvimento da Empresa Catarinense (Prodec), do governo do Estado, como a coluna já havia destacado. Os benefícios equivalem a uma fatia pré-determinada sobre o valor do ICMS que será gerado com a implantação ou a ampliação de empreendimentos industriais.

A fiação terá capacidade de produção de 4,2 mil toneladas de fios por ano e empregará cerca de 120 pessoas, 25 delas já contratadas. Com ela, a Kyly vai transformar o algodão in natura recebido dos fornecedores, ampliando o controle da produção e da qualidade da matéria-prima.

Prestes a completar 35 anos de mercado, o grupo produz cerca de 18 milhões de peças anuais voltadas ao público infantil. Soma 2,1 mil colaboradores e tem uma rede de 70 lojas da marca Milon. As demais grifes, incluindo a homônima Kyly, são encontradas em mais de 10 mil lojas multimarcas do país e em plataformas de comércio eletrônico.

A companhia também está presente em 26 países e no ano passado faturou R$ 445 milhões. A expectativa é de crescimento de 10% no faturamento em 2019. Para 2020, a meta é consolidar presença na América Latina e ampliar participação no mercado europeu, especialmente em países como Itália e Espanha.

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Mais colunistas

    Mais colunistas