publicidade

Pedro

Desenvolvimento econômico

Observatório vai acompanhar ações de integração do turismo de SC

Compartilhe

Por Pedro Machado
27/01/2019 - 08h00 - Atualizada em: 27/01/2019 - 08h00

Responsável por 12,5% do PIB de Santa Catarina e pela geração de 122 mil empregos, o setor de turismo ganhou uma nova ferramenta de promoção e desenvolvimento. Trabalho liderado pela Fecomércio-SC e pelo Senac mapeou 242 ações para estimular a atividade em 12 regiões do Estado (veja a lista ao lado), chamadas de instâncias e que abrangem 184 municípios, com cobertura em praticamente todo o território catarinense. São medidas consideradas prioritárias para proporcional um novo salto para atração e qualificação do atendimento dentro do segmento.

Batizado de Turismo Catarinense em Movimento, o estudo é fruto de um ciclo de encontros feitos em todo o Estado que reuniram agentes do trade turístico e representantes do poder público e de entidades representativas. Os detalhes serão apresentados em um evento na próxima terça-feira em Florianópolis, mas a coluna antecipa alguns pontos. Em cada uma das regiões, foram listadas ações dentro de cinco fatores críticos: infraestrutura, gestão e governança, inovação, legislação e qualificação. Melhorar a sinalização turística e as vias de acesso às cidades, por exemplo, são demandas comuns de todas elas.

— Nós sabemos que não só na área do turismo, mas a infraestrutura do Estado inteiro é um dos grandes gargalos para o desenvolvimento econômico — avalia o presidente da Fecomércio-SC, Bruno Breithaupt.

Um dos grandes objetivos do trabalho é promover uma rede de cooperação entre as instâncias, identificando gargalos e oportunidades. Não é novidade que há um desejo expresso e antigo de lideranças do ramo de dessazonalizar e descentralizar o turismo. O entendimento geral é que o Estado tem riquezas e diversidade cultural e natural que não se restringem apenas ao Litoral e às praias, e que são capazes de atrair turistas nacionais e estrangeiros em todas as estações e durante todo o ano.

O andamento das ações poderá ser acompanhado pelo Observatório do Turismo, que também será lançado na terça-feira. Cópias dos documentos serão entregues aos governos federal e estadual, secretaria de Desenvolvimento Sustentável, deputados estaduais e federais, senadores, prefeitos, empresários, associações e entidades civis.

De acordo com o presidente da Fecomércio-SC, Santa Catarina é a primeira unidade da federação do país a integrar as demandas regionais, o que está alinhado às diretrizes da política nacional do setor. Na prática, isso pode permitir ao Estado largar na frente para pleitear recursos para a promoção do turismo.

As 12 instâncias mapeadas (184 municípios contemplados)

Caminho dos Canyons

Caminho dos Príncipes

Caminhos da Fronteira

Caminhos do Alto Vale

Costa Verde e Mar

Encantos do Sul

Grande Florianópolis

Grande Oeste

Serra Catarinense

Vale das Águas

Vale do Contestado

Vale Europeu

Deixe seu comentário:

publicidade