nsc
nsc

Transporte aéreo

Pandemia faz Aeroporto de Navegantes perder 1 milhão de passageiros em 2020

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
16/02/2021 - 09h48
Aeroporto de Navegantes
Resultado de 2020 foi o pior em 10 anos (Foto: Patrick Rodrigues, BD)

O Aeroporto de Navegantes fechou 2020 com queda de 52% no movimento de passageiros. Em ano de pandemia, com limitações de viagens, eventos suspensos e turismo comprometido, passaram pelo terminal aéreo 920.851 viajantes, considerando embarques e desembarques. O volume representa cerca de um milhão a menos de pessoas na comparação com 2019, quando o aeroporto contabilizou 1.929.043 passageiros. Os dados são da Infraero.

> Quer receber notícias de Blumenau e do Vale por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do Santa

O resultado é o pior em 10 anos. Em 2010, o aeroporto recebeu 852.487 passageiros, última vez que o movimento havia ficado abaixo do milhão. Desde então, houve trajetória ascendente, que culminou com um recorde histórico registrado em 2019.

Outro fator que ilustra a redução de movimento é a quantidade de aeronaves que passaram por Navegantes. Em 2020, foram 14.060, entre pousos e decolagens. No ano anterior, haviam sido 22.787 operações. A diminuição chega a 38%.

O terminal aéreo do Litoral Norte, segundo maior de Santa Catarina, está na mira de um bloco de concessões do governo federal. A expectativa é que o leilão saia ao longo de 2021, mas o edital desagradou lideranças estaduais por prever investimentos na estrutura aquém do esperado.

Quer receber notícias e análises de economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região no seu celular? Acesse o canal do blog no Telegram pelo link https://t.me/BlogPedroMachado ou procure por "Pedro Machado | NSC" dentro do aplicativo.

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Mais colunistas

    Mais colunistas