nsc
nsc

Trabalho

Santa Catarina lidera geração de emprego entre os estados do Brasil em 2020

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
28/01/2021 - 12h34 - Atualizada em: 28/01/2021 - 13h14
Geração de emprego
Estado criou 53.050 vagas com carteira assinada no último ano (Foto: Tiago Ghizoni, BD)

Santa Catarina foi o estado brasileiro que mais criou empregos em 2020. A economia catarinense encerrou um ano duro, fortemente impactado pela pandemia, com saldo positivo de 53.050 vagas formais, com carteira assinada. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e foram divulgados nesta quinta-feira (28) pelo Ministério da Economia.

> Quer receber notícias de Blumenau e do Vale por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do Santa

O desempenho só não foi melhor porque em dezembro o Estado perdeu 11.677 vagas. O resultado é normal para o mês. No fim do ano, muitas empresas fazem ajustes no quadro de funcionários e encerram contratos temporários, principalmente nas fábricas. Tanto é que só a indústria fechou 10.690 postos de trabalho no período.

No balanço anual, no entanto, o setor industrial foi a principal locomotiva da economia catarinense, com a abertura de 25.452 vagas. O setor de serviços aparece na sequência, com 17.776. O comércio teve saldo positivo de 7.141 empregos. Construção (+2.051) e agropecuária (+630) também viram a diferença entre contratações e demissões ficar no azul.

Em todo o Brasil, foram criados 142.690 empregos formais em 2020. Só Santa Catarina foi responsável por pouco mais de um terço (37%) dessas vagas. Em São Paulo, estado mais rico do país, o saldo foi negativo: houve perda de 1.159 postos de trabalho. O Rio de Janeiro acumulou os maiores prejuízos, com o fechamento de 127.155 vagas.

Parte dos positivos resultados catarinenses se deve à diversidade econômica do Estado, com polos regionais bem definidos, e ao perfil empreendedor de quem está à frente dos negócios, características sempre destacadas por lideranças empresariais e políticas. O alívio nas restrições a atividades econômicas também permitiu que o setor produtivo recuperasse mais rapidamente as vagas perdidas principalmente entre março e maio.

Dentre as maiores cidades do Estado, Joinville fechou 2020 com saldo positivo de 6.157 empregos. Florianópolis, por outro lado, perdeu 7.224 vagas. Blumenau ficou estável, com saldo positivo de 60 novos empregos.

Quer receber notícias e análises de economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região no seu celular? Acesse o canal do blog no Telegram pelo link https://t.me/BlogPedroMachado ou procure por "Pedro Machado | NSC" dentro do aplicativo.

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Mais colunistas

    Mais colunistas