nsc
    nsc

    Pandemia

    SC pede carga extra de vacinas contra Covid-19 ao Ministério da Saúde por crise no Oeste

    Compartilhe

    Pedro
    Por Pedro Machado
    18/02/2021 - 18h13 - Atualizada em: 18/02/2021 - 18h19
    Coletiva secretário André Motta Ribeiro
    Secretário André Motta Ribeiro esteve em Blumenau nesta quinta-feira (Foto: Karolina Bonin, Divulgação)

    O governo de Santa Catarina pediu ao Ministério da Saúde uma carga extra de doses na próxima remessa de vacinas contra a Covid-19 que serão distribuídas ao Estado. A informação foi confirmada pelo secretário de Saúde, André Motta Ribeiro, durante entrevista coletiva no fim da tarde desta quinta-feira (18) em Blumenau.

    > Quer receber notícias de Blumenau e do Vale por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do Santa

    O apelo é por 90 mil doses adicionais além do quantitativo que deve ser enviado aos estados na próxima semana, que ainda não está definido. Segundo Motta Ribeiro, o pedido é para compensar pequenas diferenças de remessas anteriores e também pelo impacto do coronavírus na região Oeste e, agora, na Grande Florianópolis.

    — Há três semanas os secretários de Estado pactuaram 5% a mais de vacinas para Manaus, no Amazonas, por motivos que a gente sabe. Eu espero que o ministério atenda o nosso pedido e, além do nosso quantitativo que deve vir, que é igualitário, dividido para todos os estados, que venham mais 90 mil doses para o Estado entre os dias 23 e 24, agora na semana que vem — disse.

    Na quarta-feira (17), o ministro Eduardo Pazuello sinalizou a governadores 230 milhões de doses para o país até julho. Com a promessa, a estimativa de Motta Ribeiro é finalizar a imunização em Santa Catarina dos quatro primeiros grupos prioritários até junho. Essas fases incluem cerca de 2,8 milhões de catarinenses.

    Mais cedo, o secretário visitou hospitais da cidade e teve uma reunião fechada no gabinete do prefeito Mário Hildebrandt. Ele admitiu que as próximas semanas “serão muito difíceis” e alertou que os altos índices de transmissão do coronavírus no Médio Vale projetam um risco de colapso semelhante ao da região Oeste.

    No primeiro mês de vacinação, Santa Catarina aplicou pouco mais de 176 mil doses da vacina. O balanço foi divulgado nesta quarta-feira pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Estado.

    Quer receber notícias e análises de economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região no seu celular? Acesse o canal do blog no Telegram pelo link https://t.me/BlogPedroMachado ou procure por "Pedro Machado | NSC" dentro do aplicativo.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas