nsc
    nsc

    Empresas

    Tradicional fábrica de luminárias de Blumenau adota nova marca

    Compartilhe

    Pedro
    Por Pedro Machado
    18/11/2019 - 08h54
    Hans Bethe
    O empresário Hans Bethe toca a fábrica fundada pelo pai (Foto: Patrick Rodrigues)

    Próxima de celebrar 60 anos de mercado, que serão completados em 2020, a Imperial, uma das mais tradicionais indústrias do ramo de iluminação de Santa Catarina, mudou de sobrenome: trocou o “luminárias” por “lighting”. O empresário Hans Bethe (foto), que hoje toca a fábrica fundada pelo pai, recorre ao novo slogan da companhia para justificar a atualização:

    — Não queremos mais ser vistos como simples fornecedores de luminárias.

    Essa percepção de parte da clientela, acrescenta Bethe, estava gerando ruídos no mercado. A Imperial fornece produtos principalmente para projetos industriais e comerciais – não tem como foco a ponta do varejo – e, a exemplo de outras empresas do ramo, enfrentou dificuldades nos últimos anos com a recessão da economia, que freou novos projetos.

    Agora, decidiu trocar o “Imperial Iluminação” por “Imperial Lighting” e se reposicionar como fornecedora de “soluções em iluminação”. Isso inclui análise minuciosa de aspectos como ergonomia, conforto e segurança relacionados à luminosidade desses ambientes.

    Segundo Bethe, o último ano foi um dos mais difíceis da história da Imperial, mas já há sinais de melhora em 2019. Há muito espaço, avalia ele, para a empresa crescer com projetos de atualização de áreas fabris – troca de luminárias fluorescentes para modelos em LED, mais econômicas e duradouras –, além dos novos investimentos que, espera-se, sejam retomados.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas