nsc
nsc

publicidade

Empresas

URB estuda aderir a programa federal de renegociação de dívidas

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
22/10/2019 - 11h44 - Atualizada em: 22/10/2019 - 13h09
URB
Companhia Urbanizadora de Blumenau está em processo de extinção (Foto: Patrick Rodrigues, BD)

Em processo de extinção, a Companhia de Urbanização de Blumenau (URB) estuda aderir ao Programa Contribuinte Legal, anunciado na última semana pelo governo federal por meio de Medida Provisória. A iniciativa abre caminho para concessão de prazos maiores para pagamento de dívidas ou descontos sobre acréscimos legais.

Segundo o ex-presidente e atual liquidante – profissional responsável por conduzir o encerramento das operações – da URB, Rafael Jansen, a companhia poderia negociar, em caso de adesão, seus débitos tributários com descontos de até 50%, além de aumentar o parcelamento de 60 para 84 vezes.

Os tributos que podem ser negociados pelo programa são de esfera federal, como PIS, Cofins, imposto de renda e contribuições previdenciárias. Na prática, a iniciativa lembra um gigante programa de recuperação fiscal. Uma das metas do governo é reforçar o caixa.

A extinção da URB foi anunciada em março. A empresa tinha pouco mais de 600 funcionários, mas vinha de seguidos resultados negativos, com rombo superior a R$ 60 milhões. O plano inicial prevê que toda essa dívida seja zerada em um prazo de 10 anos.

Bilíngue

A prefeitura de Blumenau pretende implantar mais oito ou nove escolas bilíngues – onde as aulas são lecionadas em um segundo idioma – até o ano que vem. A informação é do prefeito Mario Hildebrandt. A meta, como a coluna já havia antecipado, é universalizar a proposta na rede municipal de ensino até 2024.

Deixe seu comentário:

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade