nsc
nsc

Onda de calor

Até quando vai esse calorão em SC?

Compartilhe

Puchalski
Por Puchalski
18/01/2022 - 14h30 - Atualizada em: 18/01/2022 - 15h34
Praia de Canasvieiras, em Florianópolis (SC)
Praia de Canasvieiras, em Florianópolis (Foto: Tiago Ghizoni, NSC)

Sei que essa pergunta anda em alta, mas talvez ela seja muito precipitada. Isso porque a previsão é que o calor mais forte permaneça em Santa Catarina por mais uns 8 a 10 dias. A previsão é que até aumente de intensidade antes de terminar.

Essa onda de calor começou entre Paraguai, Argentina, Uruguai e Rio Grande do Sul. Durante o último fim de semana, SC também começou a ter temperaturas mais altas que o padrão do verão. Cada vez mais o Estado ficará dentro da rota dessa bolha de calor.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Calor deve ficar mais forte

Para vocês terem ideia, a partir de domingo (23) as temperaturas tem tudo para passar dos 40°C (até agora foi a maior temperatura no Estado) nas áreas do Oeste, especialmente Extremo-Oeste - nas cidades próximas ao RS. 

O sul de Santa Catarina também vai começar a entrar na escala dos 40°C. Isso porque a ação de ventos na atmosfera deverá trazer a parte mais quente dessa massa de ar do Norte da Argentina em direção a SC.

> América do Sul é o 2º lugar mais quente do mundo nesta semana

Atual onda de calor já vem registrando temperaturas históricas

A maior temperatura já registrada em Santa Catarina foi 44,6°C em Orleans, no Sul do Estado. Isso ocorreu em 1963, mais especificamente no 6 de Janeiro.

Abaixo temos as 8 maiores temperaturas já ocorridas em SC. Vejam que essa onda de calor já "conquistou" o quarto, sexto e sétimo lugares:

  1. Orleans 44,6ºC em 6 de janeiro de 1963
  2. Urussanga 42,2ºC em 3 de janeiro de 1949
  3. Joinville 42ºC em 30 de março de 2002
  4. Caibi 40,9°C em 5 de Fevereiro de 2010 e em 17 de Janeiro de 2022
  5. Blumenau 40,8ºC em 4 de fevereiro de 2010
  6. Caibi 40,6°C em 10 de Outubro de 2020; Itapiranga em 4 de março de 2012 e 17 de Janeiro de 2022, Indaial em 4 de fevereiro de 2010
  7. Araranguá 40,5ºC em 15 de dezembro de 1968 e Caibi 17 de Janeiro de 2022
  8. Caibi 40,4°C em 1° de outubro de 2020

*Dados das estações da Epagri/Ciram.

Reparem que, entre as oito maiores temperaturas, seis ocorreram de 2002 para cá!

Leia também

SC tem calor intenso e risco de temporais com granizo, diz Defesa Civil

Como a última praia deserta de Balneário Camboriú virou propriedade de um banco

IPVA em Santa Catarina vira polêmica; entenda os valores

Leandro Puchalski

Colunista

Puchalski

Leandro Puchalski é o meteorologista da NSC Comunicação. Explica como os fenômenos climáticos impactam na vida dos catarinenses.

siga Puchalski

Leandro Puchalski

Colunista

Puchalski

Leandro Puchalski é o meteorologista da NSC Comunicação. Explica como os fenômenos climáticos impactam na vida dos catarinenses.

siga Puchalski

Mais colunistas

    Mais colunistas