nsc
nsc

Calorão

Jaraguá do Sul registra a segunda maior temperatura da história de SC

Compartilhe

Puchalski
Por Puchalski
02/10/2020 - 17h35 - Atualizada em: 02/10/2020 - 17h49
Santa Catarina teve dois dias seguidos com temperaturas acima de 40°C
Santa Catarina teve dois dias seguidos com temperaturas acima de 40°C (Foto: Rodrigo Philipps/Arquivo NSC Total)

Jaraguá do Sul registrou nesta sexta-feira (2) a segunda maior temperatura da história de Santa Catarina. Os 43,8°C da cidade do Norte de SC igualam o registro de 10 de abril de 2017 em Criciúma, no Sul.

> SC tem sexta-feira acima de 40°C; veja a lista das tenmperaturas mais altas

A maior temperatura da história do Estado continua sendo de 44,6°C em Orleans, no Litoral Sul, no dia 6 de janeiro de 1963. As informações são baseadas nas estações da Epagri/Ciram.

A massa de ar quente vinda do Centro-Norte do país trouxe altas temperaturas para SC na tarde desta sexta. A sensação de calor chegou a 51°C no distrito de Pirabeiraba, em Joinville.

Além de Jaraguá do Sul outras cidades com maior elevação nas temperaturas do dia em SC foram Corupa e Joinville (ambas com 42,9°C), Schroeder (42,7°C), Cabi (40,6°C) e Blumenau (40°C).

Algumas cidades ainda registraram novas marcas de temperatura mais altas para um mês de outubro desde o começo das observações: Caibi, Itapiranga, Águas Mornas, Ouro e Seara.

No fim de semana, a temperatura cai em boa parte do Estado. Isso vale para sábado e domingo. Só no Oeste o calor deve continuar, mas em menor intensidade.

Leia também:

> Saiba como enfrentar o calor extremo e as temperaturas acima de 40°C

> Fumaça de incêndios no Pantanal deixa céu "nublado" em Santa Catarina​

> Veja como a primavera altera as condições do tempo e do clima em SC

Leandro Puchalski

Colunista

Puchalski

Leandro Puchalski é o meteorologista da NSC Comunicação. Explica como os fenômenos climáticos impactam na vida dos catarinenses.

siga Puchalski

Leandro Puchalski

Colunista

Puchalski

Leandro Puchalski é o meteorologista da NSC Comunicação. Explica como os fenômenos climáticos impactam na vida dos catarinenses.

siga Puchalski

Mais colunistas

    Mais colunistas