nsc
    nsc

    Clima

    O aquecimento global e a elevação do mar; cidades de SC podem ter problemas

    Compartilhe

    Puchalski
    Por Puchalski
    06/01/2020 - 17h00 - Atualizada em: 06/01/2020 - 17h34
    Mar agitado (Reprodução: NSC/TV)
    Mar agitado (Reprodução: NSC/TV)

    Durante o ano passado foi publicado uma pesquisa na revista cientifica Nature. Os pesquisadores utilizaram inteligência artificial para atualizar informações de satélite da Nasa e corrigir detalhes de elevação e nível do solo no mundo inteiro. Esses dados foram cruzados com novas projeções de aumento do nível dos oceanos.

    Para vocês terem ideia, de 2006 para cá o nível do mar tem aumentado 3,6 mm por ano. Se continuar neste ritmo, até 2100 o mar estará 1 metro acima do normal.

    Isso traz consequências no mundo inteiro. A estimativa é que aqui no Brasil mais de 1 milhão de pessoas sejam atingidas por ressacas. Um milhão estão em locais que daqui a um tempo estarão completamente tomados pelo mar.

    Tendências para Santa Catarina

    Essa pesquisa mostra que bairros de cidades como Joinville, São Francisco do Sul e Araquari correm risco de inundações constantes. Cidades como Tijucas, Laguna e Tubarão também estão na lista.

    Com risco de ressacas, apesar de menor, também estão cidades como Itajaí, Balneário Camboriú e praias de Florianópolis como Morro das Pedras, Matadeiro, Daniela e Ponta das Canas.

    A maior frequência de ressacas viriam por efeitos de marés e ciclones, por exemplo. Algumas projeções indicam que se o aquecimento global seguir na mesma intensidade, aqui em Santa Catarina quase 400 mil pessoas serão afetadas por ressacas diretas.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas