nsc
nsc

Saúde em colapso

Bebê de dois meses morre em hospital infantil à espera de leito de UTI

Compartilhe

Raphael
Por Raphael Faraco
13/06/2022 - 17h30 - Atualizada em: 14/06/2022 - 06h36
Caso ocorreu no Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis
Caso ocorreu no Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis (Foto: Tiago Ghizoni / DC)

Uma bebê de dois meses e meio morreu na madrugada de sábado (11) após sofrer quatro paradas respiratórias na emergência do Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis, por não haver leitos de UTIs disponíveis. As informações são exclusivas da coluna. A Secretaria de Estado da Saúde (SES) investiga o caso.

Receba notícias do DC no Telegram

A criança estava internada na enfermaria da unidade de saúde desde o início do mês com bronquiolite. Na noite de sábado, a menina passou mal e precisaria ser encaminhada à UTI. Como não tinha vaga, foi levada para a emergência, onde tem médico 24 horas. Foi ali que a pequena teve as quatro paradas cardiorrespiratórias.

A equipe do hospital fez o possível para salvar a vida da bebê. Nesta segunda-feira (13), a ocupação de leitos de UTIs pediátricos no Estado está em 98%, com 10 crianças na lista de espera. Em Florianópolis, a lotação é de 100%.

Em nota, a SES informou que está averiguando o caso junto a unidade, desde a situação clínica da criança até a entrada no hospital. Além disso, a pasta deve se manifestar apenas ao final da apuração dos fatos.

O Diário Catarinense entrou em contato com o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) que informou que ainda não recebeu informações sobre o caso. No entanto, o órgão alega que está acompanhando a execução de um plano de enfrentamento da situação da falta de leitos e que está em "contínuo contato para encontrar meios para que haja agilidade quando ao atendimento e na colocação das crianças em leitos de UTI quando necessário".

A reportagem também entrou em contato com a Polícia Civil, que disse que não recebeu informações sobre o caso até o momento.

Veja a nota na íntegra

"A Secretaria de Estado da Saúde está averiguando o caso junto com o Hospital Infantil Joana de Gusmão, desde a situação clínica da criança na entrada da unidade.

Assim que os fatos forem devidamente apurados, a SES se manifestará".

*Colaborou Luana Amorim e Caroline Borges

Raphael Faraco

Colunista

Raphael Faraco

Jornalista com mais de 20 anos de carreira, editor e apresentador da NSC TV. Notícias em primeira-mão e informações de bastidores sobre o que acontece em SC.

siga Raphael Faraco

Raphael Faraco

Colunista

Raphael Faraco

Jornalista com mais de 20 anos de carreira, editor e apresentador da NSC TV. Notícias em primeira-mão e informações de bastidores sobre o que acontece em SC.

siga Raphael Faraco

Mais colunistas

    Mais colunistas