nsc
nsc

Pandemia

SC terá novas regras para eventos, casas noturnas, bares e restaurantes a partir de segunda

Compartilhe

Raphael
Por Raphael Faraco
27/08/2021 - 04h00 - Atualizada em: 27/08/2021 - 14h23
As novas portarias foram publicadas nesta quinta
As novas portarias foram publicadas nesta quinta (Foto: Diorgenes Pandini / Agencia RBS)

A Secretaria de Estado da Saúde publicou, nesta quinta-feira (26), novas portarias para o setor de eventos, casas noturnas e estabelecimentos que trabalham com alimentação. Em regra geral, a partir de segunda-feira (30), fica estipulado um número máximo de pessoas de acordo com o nível no mapa da Covid em SC, sem abrir mão do distanciamento, que também muda a depender da matriz a risco.

> Covid-19: SC começa a vacinar adolescentes e o reforço em idosos dia 1° de setembro

Como fica

- Gravíssimo: até 100 pessoas, desde que respeitado o distanciameno de 2 metros;

- Grave: até 200 pessoas, desde que respeitado o distanciamento de 1,8 metro;

- Alto: até 300 pessoas, desde que respeitado o distanciamento de 1,5 metro;

- Moderado: até 500 pessoas, desde que respeitado o distanciamento de 1,5 metro;

No caso de bares e restaurantes, as portarias não trazem uma capacidade máxima pré-definida. É preciso respeitar o distanciamento exigido em cada nível de risco (como descrito acima) e com base na área do estabelecimento se chega ao número permitido de pessoas. 

Exemplo: Se o restaurante de uma região do Estado que está no nível alto, tem 200 metros quadrados de área livre, levando em consideração o distanciamento de 1,5 metro, a capcidade total é para 133 pessoas. 

Nos eventos para mais de 500 pessoas, a organização precisa apresentar um protocolo com regramentos sanitários com 15 dias de antecedência às autoridades de Saúde. Para até 7 mil pessoas. Mais do que isso, não será autorizado.   

> Receba as principais informações de Santa Catarina pelo WhatsApp 

Pistas de dança seguem proibidas. Só é permitido ficar sem máscara nas mesas, durante o consumo. O Estado reforça a necessidade de ambientes ventilados. E orienta que os trabalhadores estejam vacinados e recebam máscaras de qualidade para exercer a função com segurança. 

A decisão do governo leva principalmente em consideração o monitoramento da variante Delta, a situação dos hospitais e a vacinação em SC.

Caso as regras não sejam respeitadas e houver uma piora do cenário no Estado, a Secretaria da Saúde garante que volta a tomar medidas mais rígidas.  

Leia também

> MP denuncia 14 pessoas pela compra dos 200 respiradores em SC

> Respiradores: Denúncia do MP retrata negociação entre organização criminosa e Estado negligente

Raphael Faraco

Colunista

Raphael Faraco

Jornalista com mais de 20 anos de carreira, editor e apresentador da NSC TV. Notícias em primeira-mão e informações de bastidores sobre o que acontece em SC.

siga Raphael Faraco

Raphael Faraco

Colunista

Raphael Faraco

Jornalista com mais de 20 anos de carreira, editor e apresentador da NSC TV. Notícias em primeira-mão e informações de bastidores sobre o que acontece em SC.

siga Raphael Faraco

Mais colunistas

    Mais colunistas