nsc
    nsc

    Violência

    Assaltos em Vidal Ramos: inteligência para se antecipar aos marginais é o caminho

    Compartilhe

    Renato
    Por Renato Igor
    04/12/2019 - 18h49 - Atualizada em: 04/12/2019 - 19h15
    Assaltantes fugiram com reféns no capô(Foto: Redes Sociais)
    Assaltantes fugiram com reféns no capô(Foto: Redes Sociais)

    Constrangedor, humilhante e assustador. Sensação de impotência. Essa é a sensação de uma comunidade pacata ou qualquer outra após um traumático assalto como o registrado na manhã desta quarta-feira (4) no município de Vidal Ramos, no Alto Vale do Itajaí.

    Duas agências bancárias assaltadas, cordão humano e, agora, a novidade de colocar os reféns de escudo deitados no capô do carro dos marginais. O que mais falta acontecer?

    A tática dos marginais é escolher pequenas cidades. Nestes municípios o efetivo é baixo da Polícia Militar. A capacidade de mobilização e resposta é lenta. Os bandidos estão, às vezes, em maior número do que o efetivo da própria polícia na localidade.

    O déficit é enorme no efetivo das nossas polícias. Jamais conseguiremos o número ideal. Não teremos nunca um policial em cada esquina- e nem é essa a solução. O caminho é um só: se antecipar aos marginais. Investimento em inteligência, tecnologia, integração e cruzamento de dados. É a polícia que tem que surpreender os marginais, e não o contrário.

    Leia as últimas notícias do NSC Total​ Assine o NSC Total para ter acesso ilimitado ao melhor conteúdo de Santa Catarina e aproveitar os descontos do Clube NSC.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas