nsc
nsc

INCOERÊNCIA

Casas de shows em Florianópolis pagam taxa de lixo mesmo sem funcionar

Compartilhe

Renato
Por Renato Igor
14/09/2021 - 05h58
Casas de shows estão fechadas desde o início da pandemia em SC
Casas de shows estão fechadas desde o início da pandemia em SC (Foto: Divulgação)

É correto manter 100% da cobrança de coleta de lixo de empresas que, por força da pandemia, ficaram impedidas de funcionar totalmente ou parcialmente ? Não me parece razoável. Imagine uma casa noturna, que está há 17 meses fechada, pagando neste período taxa de recolhimento de resíduos sólidos. Mas que resíduos, se ela nem está funcionando? 

> Receba as principais informações de Santa Catarina pelo Whatsapp

Além dessa barbaridade, está mais do que na hora de discutir o cálculo de cobrança. Atualmente, o valor de área comercial é baseado na frequência da coleta e metragem do imóvel em Florianópolis.

É preciso evoluir na legislação. O tipo de atividade e a quantidade de resíduos produzidos precisam constar no cálculo. 

Afinal, um grande escritório de contabilidade, hoje operando tudo digitalmente e sem papel, e uma empresa de call center, produzem menos resíduos do que um quiosque de coco verde.

Leia Mais:

Acidentes de motos desafiam sucesso de força-tarefa de cirurgias eletivas em SC

Ex-governador de SC esteve com Temer mas diz que não participou da carta de Bolsonaro

Presídio de Joinville está em "crítica superlotação", diz juiz; veja fotos

Empresa catarinense vai fardar a Polícia Federal em todo Brasil

População da Grande Florianópolis cresce o dobro da média nacional e liga sinal de alerta

Zezé Di Camargo estreia iate de luxo em Balneário Camboriú

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Mais colunistas

    Mais colunistas