O presidente Lula já escolheu o culpado para no futuro justificar supostamente o que prometeu e não vai entregar. Ao criticar o atual presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, além de ser deselegante institucionalmente, piora ainda mais o cenário econômico.

Continua depois da publicidade

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

O atual presidente do BC ficará no cargo até dezembro de 2024. A autonomia do BC é fruto de lei aprovada no Congresso Nacional. Seria mais produtivo Lula apresentar logo a tal da “nova âncora fiscal” para o mercado acreditar e gerar confiança.

É essa confiança e a visão de longo prazo para o controle da expansão do gasto público que irão baixar os juros — e não o populismo de Lula.

Imagine se fosse o ex-presidente Jair Bolsonaro chamando o presidente do BC de “esse presidente” ou “esse cidadão” ?

Continua depois da publicidade

Certamente estaria sendo massacrado por não respeitar as instituições e tampouco a autonomia, garantida em lei, do Banco Central.

O presidente do BC é verdade que também erra quando, num país polarizado, vai votar com a camiseta da seleção brasileira e participa do grupo “Ministros Bolsonaro” no WhataApp. Seria mais prudente se mostrar mais independente. Mas, tecnicamente, faz o trabalho para o qual foi designado de acordo com a legislação brasileira.

Leia mais:

UFSC terá feira de recrutamento com oportunidade de emprego

Pista de concreto é o motivo que paralisa obra em SC

SC está em lista de alerta sobre câncer do Inca

Destaques do NSC Total