nsc
    nsc

    Devagar

    Proposta de Eleições Diretas em SC anda para trás na Alesc

    Compartilhe

    Renato
    Por Renato Igor
    22/10/2020 - 06h33 - Atualizada em: 22/10/2020 - 08h08
    PEC  da eleição direta não avança na Alesc
    PEC da eleição direta não avança na Alesc (Foto: Rodolfo Espínola / Agência AL)

    A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que determina eleições diretas no caso de vacância no cargo de governador e vice em até seis meses para terminar o mandato teve um revés nesta quarta-feira (21) na Assembleia Legislativa (Alesc). A informação foi divulgada no twitter do colunista Upiara Boschi. O deputado estadual Cesar Valduga (PCdoB) retirou a necessária 14ª assinatura para a PEC avançar no Palácio Barriga Verde.

    A expectativa do autor da matéria, deputado Bruno Souza (Novo), era de que a PEC fosse publicada oficialmente para tramitar nesta quarta-feira. A partir de agora o parlamentar irá em busca da assinatura dos deputados que se mostraram indecisos com relação ao assunto. Os deputados Altair Silva, Ana Campagnolo, Bruno Souza, Coronel Mocellin, Fabiano da Luz, Jessé Lopes, João Amin, Luciane Carminatti, Marcius Machado, Neodi Saretta, Padre Pedro, Paulinha e Sargento Lima assinaram a PEC.

    Bruno Souza criticou:

    — Ficou muito feio essa retirada de assinatura.

    A coluna tentou contato com o deputado Cesar Valduga mas ainda não obteve retorno.

    Em caso de afastamento do governador e da vice e se a conclusão do julgamento ocorrer depois de dois anos de mandato, a escolha do novo chefe do Poder Execuitivo se dará de forma indireta na Alesc.

    Tudo é questão de vontade política. 

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas