nsc
nsc

Buraqueira na BR-163

Rodovia em SC considerada pior do Brasil terá pista de concreto

Compartilhe

Renato
Por Renato Igor
13/05/2022 - 06h31 - Atualizada em: 13/05/2022 - 08h18
BR-163 terá pista principal de concreto
BR-163 terá pista principal de concreto (Foto: DNIT/Divulgação)

Após ser considerada a pior rodovia do Brasil em estudo nacional realizado pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), a BR-163 em Santa Catarina começou a receber nesta quarta-feira (11) a pavimentação em concreto da pista principal, em São José do Cedro, na altura do km 97.

> Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

A estrada é fundamental para o agronegócio no Extremo-Oeste catarinense por servir ao transporte de cargas e insumos. A CNT, em seu estudo, rodou 109.103 quilômetros em todo o país e o trecho catarinense foi considerado péssimo.

A BR-163 liga São Miguel do Oeste a Dionísio Cerqueira, município que faz divisa com o Paraná e fronteira com Bernardo de Irigoyen, que pertence à Argentina. O trajeto tem 59 quilômetros.

O pavimento, atualmente em asfalto, será todo coberto por concreto (pavimento rígido), o que traz ganhos de durabilidade e segurança para uma rodovia marcada pelo grande fluxo de carretas de transporte de grãos.

A escolha pelo concreto se deu justamente pela BR-163/SC ser um corredor logístico de insumos para o agronegócio.

A aplicação do novo pavimento vai ocorrer com uma técnica inovadora: whitetopping, em que o concreto é lançado diretamente sobre o asfalto, utilizando-o como base.

Anteriormente, o DNIT já concluiu o viaduto de acesso a São José do Cedro, a rótula de acesso ao município de Princesa, e a construção de ruas laterais ao longo da rodovia.

Novo fluxo de trânsito

Durante o dia, o trânsito será interrompido totalmente (em ambos os sentidos) por duas horas para que a pavimentação seja aplicada. Após este período, o tráfego será aberto em meia-pista, no sistema ‘pare e siga’, até zerar a retenção de tráfego.

Com o fim da retenção, a rodovia volta a ser completamente interditada por mais duas horas para sequência das obras. Depois, há nova execução de ‘pare e siga’ em meia-pista até que a retenção de veículos seja novamente zerada. O trabalho segue nesta alternância diariamente das 7h às 18h.

À noite, não haverá obra, mas, devido à necessidade de secagem do concreto aplicado, o tráfego seguirá em meia-pista e no sistema ‘pare e siga’.

Os trabalhos serão diários e vão avançando ao longo da rodovia. O sistema ‘pare e siga’ seguirá sendo executado 24 horas por dia enquanto as obras perdurarem - inclusive aos finais de semana.

A obra de adequação de capacidade da BR-163/SC tem prazo de execução para o segundo semestre de 2022.

Veja vídeo

Leia mais:

Alta do diesel inviabiliza ônibus para trabalhadores da indústria de SC, diz associação

Congresso articula relaxar fiscalização do gasto bilionário do Fundo Eleitoral

Transportadores de Carga repudiam alta no diesel: "Vai parar na mesa do consumidor"

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Mais colunistas

    Mais colunistas