nsc
nsc

Em falta

SC tem desabastecimento de remédio da Aids após governo mudar empresa de distribuição

Compartilhe

Renato
Por Renato Igor
13/05/2022 - 15h57
Armário da Policlínica Centro em Florianópolis
Armário da Policlínica Centro em Florianópolis (Foto: Arquivo pessoal)

A mudança na empresa contratada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) para fazer a armazenagem e distribuição de medicamentos está provocando a interrupção no tratamento de pessoas vivendo com HIV/AIDS em Santa Catarina. Há casos de quem faz uso de remédios de uso contínuo e não teve acesso à medicação.

> Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

A informação foi confirmada por Ana Paula da Silva, farmacêutica responsável pela assistência de farmácia na prefeitura de Florianópolis.

— Na última semana fomos três vezes ao almoxarifado da Secretaria da Saúde e acabamos voltando com poucos itens. Estamos sofrendo com alguns desabastecimentos e já há paciente com interrupção no tratamento e isso é muito ruim porque afeta a adesão aos tratamentos — explicou.

O problema ocorre com os antirretrovirais Lamivudina e Ritonavir.

Rafael, tem 42 anos e faz tratamento para HIV/AIDS há cinco anos.

— No mês passado eu fui pegar a medicação como faço sempre, para os próximos três meses. Nunca houve problema, mas me informaram que só dariam para o próximo mês porque o estoque estava baixo. Neste sábado (14), é a última dosagem que eu tenho pra tomar. Na quarta-feira (11), fui na farmácia e me avisaram que não tinha e que iria chegar na quinta-feira (12). Eu fui nesta sexta-feira (13) e não havia o remédio. Estou preocupado porque sei que o remédio é de uso contínuo e essa situação não é a ideal e corro o risco de voltar na segunda-feira (16), 48 horas da interrupção da medicação, e continuar sem — disse Rafael.

A Secretaria da Saúde informa que houve mudança na empresa responsável pela logística de medicamentos e que isso alterou a agenda de entregas, mas promete normalizar as entregas até a próxima quarta-feira (18).

Confira a nota da SES:

A Secretaria da Saúde (SC) informa que houve mudança na empresa responsável pela logística de medicamentos e que isso alterou a agenda de entregas e promete normalizar as entregas até a próxima quarta-feira (18)

Em virtude da transição contratual que ocorreu entre as empresas prestadoras de serviços logísticos, houve a necessidade de realização de inventário geral dos itens armazenados em nosso Centro de Distribuição, o que ocasionou alteração nas agendas de entregas.

Cabe ressaltar que antes do início dos inventários foram realizadas entregas com quantidades superiores às planejadas visando evitar desabastecimentos.

A empresa RV Ímola iniciou a operação logística no dia 25/04/2022 e até a presente data está trabalhando para colocar nossas agendas em dia.

Cabe informar ainda que diariamente estamos atendendo todas as emergências além de inúmeras entregas por todo o Estado.

Considerando as situações relatadas, solicitamos que caso sua Unidade, Regional ou Município estejam com algum item crítico ou emergencial para abastecimento que encaminhe a solicitação para que possamos atender o mais rápido possível.

Até o dia 18 de maio, as entregas serão normalizadas.

Leia mais:

Alta do diesel inviabiliza ônibus para trabalhadores da indústria de SC, diz associação

Congresso articula relaxar fiscalização do gasto bilionário do Fundo Eleitoral

Transportadores de Carga repudiam alta no diesel: "Vai parar na mesa do consumidor"

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Mais colunistas

    Mais colunistas