nsc
    nsc

    CATARINENSE 2020

    As incertezas sobre o retorno do futebol catarinense

    Compartilhe

    Roberto
    Por Roberto Alves
    27/06/2020 - 13h05 - Atualizada em: 27/06/2020 - 13h07
    Seguem as incertezas sobre a volta do futebol em 2020 em SC
    Seguem as incertezas sobre a volta do futebol em 2020 em SC

    A semana terminou com incertezas para o futebol de Santa Catarina. Alguns momentos foram positivos, outros nem tanto. O Campeonato Catarinense recomeça em 8 de julho? Não sabemos. E neste momento ninguém pode cravar com absoluta certeza se vai ou não ter futebol.

    Houve sim, durante a semana, uma pequena abertura e uma promessa para a próxima.

    O Secretário de Saúde de Florianópolis deu alguma esperança ao presidente da FCF no encontro que tiveram.

    Nessa sexta-feira (26), no fim da tarde, o prefeito Gean Lourenço fortaleceu a esperança dos clubes ao acenar com uma possível reunião a ser marcada para a semana com os presidentes de clubes e Federação.

    Isso quer dizer o que? Esperança.

    A porta está sendo aberta vagarosamente e com cuidado.

    O fato da prefeitura da Capital, que é a mais intransigente de todas no Estado se dispor a conversar e receber a gente do futebol, quer dizer uma pequena mudança de postura da poder público municipal.

    Chegada do frio

    Estamos agora no período preocupante da queda de temperatura e rigor do inverso. É verdade que o problema não é só em Florianópolis. Outros municípios tiveram aumento de infectados, o que obrigou os prefeitos recuarem na flexibilização e adotarem medidas mais rigorosas. Itajaí, Joinville e Chapecó, onde vamos ter jogos do Catarinense, podem mudar de postura com a pandemia aumentando a cada dia.

    Cuidadoso, mas feliz

    O técnico do Avaí, Rodrigo Santana, falou nessa sexta (26) ao programa CBN Diário Esportes sobre o atual momento do futebol.

    Deteve-se especificamente no seu time. Se disse satisfeito com o grupo, mas evitou de esboçar um provável time para a volta do campeonato.

    Elogios ao voante Ralf, que disse ser um jogador participativo, que chama o jogo, tem boa visão e muita força.

    A volta de Rômulo ao clube também foi registrada como boa opção. Enfim, Rodrigo é muito cauteloso em suas respostas evitando abrir muito o jogo.

    É sempre um bom papo.

    Leia mais:

    Os bastidores da negociação entre FCF e prefeitura para liberar o futebol na Capital

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas